sábado, 26 de janeiro de 2013

Incredible Bongo Band


The Incredible Bongo Band, also known as Michael Viner's Incredible Bongo Band, was a project started in 1972 by Michael Viner, a record artist manager and executive at MGM Records. Viner was called on to supplement the soundtrack to the virtually anonymous B film The Thing With Two Heads. The "band's" output consisted of upbeat, funky, instrumental music. Many tracks were covers of popular songs of the day characterized by the prominence of bongo drums, conga drums, rock drums and brass.

The band released two albums, 1973's Bongo Rock and 1974's Return of the Incredible Bongo Band. The instrumental "Bongo Rock", co-written by Art Laboe and Preston Epps and released by Epps as a Top 40 hit in 1959, was covered by the Incredible Bongo Band as "Bongo Rock '73", and became a minor US hit for them in 1973, and a substantial hit in Canada.









Este é um som que tenho ouvido muito. É uma raridade.

Incredible Bongo Band, também conhecida como Michael Viner's Incredible Bongo Band. O estilo é uma música instrumental com um beat Funk e muita percussão. Algumas faixas são covers de músicas famosas. Um som bem original.


Segue uma palhinha:
http://www.youtube.com/watch?v=WY-Z6wm6TMQ



sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Rock Classics


Reposts - Yes... Discos que devem estar em todas as coleções...









  Aqualung chegou à 7ª colocação das paradas de álbuns pop da Billboard. O single "Hymn 43" ficou em 91° lugar nas paradas de singles pop da mesma publicação. O primeiro lado do LP contém uma série de temas com seis personagens, incluindo indivíduos de reputação questionável (o personagem-título "Aqualung" e "Cross-Eyed Mary") e duas passagens autobiográficas, incluindo "Cheap Day Return", composta por Ian Anderson quando retornava de uma visita a seu pai, então seriamente doente. A mensagem contida nas letras do lado-B são em geral descritas como "pró-Deus, mas antiigreja", e afirmam que a religião organizada pode na verdade restringir o relacionamento de uma pessoa com seu Deus, ao invés de melhorá-lo. Em uma entrevista lançada em Aqualung Live (2005) Anderson refutou as especulações de que este seria um álbum conceitual. Aqualung está na lista dos 200 álbuns definitivos no Rock and Roll Hall of Fame.







O ano era 1972. O Deep Purple estava no auge de sua carreira, graças principalmente à mudança de estilo que coincidiu com a mudança em sua formação três anos antes, com a entrada de Ian Gillan nos vocais e Roger Glover no baixo. A musicalidade da banda fluiu como nunca, incorporando peso e técnica na medida certa. Em pouco tempo, a banda havia lançado uma obra prima após outra: “In Rock” (1970), “Fireball” (1971) e, principalmente, “Machine Head” (1972). E durante a tour deste último, no Japão, foram registrados, pelo engenheiro de som Martin Birch, quatro shows que serviriam de base para um álbum ao vivo. Da primeira apresentação quase nada se aproveitou, dada a timidez dos músicos com o fato de estarem sendo gravados. Tal timidez desapareceu na segunda noite, e a perfomance elétrica de sempre tomou conta do palco. Nascia “Made In Japan”, que inicialmente seria lançado apenas em terras nipônicas, mas dada a qualidade inegável das gravações, acabou sendo lançado também no resto do mundo para a felicidade geral da nação rockeira. Versões arrasadoras de “Child In Time”, “Highway Star”, “Lazy” e, principalmente, “Smoke On The Water” ajudam a compor este, que na opinião de muitos especialistas, é o álbum ao vivo definitivo na história do rock and roll. A versão mais recente em CD traz a adição de “Speed King”, “Black Night” e a cover de “Lucille”, de Little Richards, servindo para incrementar ainda mais o que já era perfeito.









Não menos controverso, “Live Killers” (1979), do Queen, foi registrado ao longo da tour européia do álbum “Jazz”, mais notadamente na França. As críticas por parte da mídia especializada desta vez se direcionavam à performance morna da banda em muitas canções, fato contestado pelos fiéis seguidores da banda (dentre os quais, este que vos escreve). Outro ponto foram algumas discussões internas e o perfeccionismo da banda, que acabaram por gerar alguns “overdubs” (sempre eles), probleminhas de mixagem em uma ou outra faixa, e a exclusão de alguns temas até então obrigatórios em todos os shows da banda, como a grande “Somebody To Love”, que só foi ter sua primeira versão ao vivo oficial em disco quando do lançamento do CD “Queen On Fire”, gravado em Milton Keynes em 1982. O álbum foi, contudo, responsável pela versão que todos conhecemos de “Love Of My Life”, que se tornou clássico instantâneo nos shows, especialmente no Brasil. E tem ainda “Bohemian Rhapsody”, “Don’t Stop Me Now”, “Brighton Rock” (incluído aí o solo do grande Brian May), a dobradinha “We Will Rock You”/“We Are The Champions”... Apenas anos mais tarde, após o falecimento de Freddie Mercury, com o lançamento póstumo de “Live At Wembley ‘86”, a banda conseguiu unanimidade entre fãs e crítica...


Reggae Night



Hoje é noite de Reggae no Valvulado...

Reggae é um gênero musical desenvolvido originalmente na Jamaica do fim da década de 1960. Embora por vezes seja usado num sentido mais amplo para se referir à maior parte dos tipos de música jamaicana, o termo reggae indica mais especificamente um tipo particular de música que se originou do desenvolvimento do ska e do rocksteady.

O reggae se baseia num estilo rítmico caracterizado pela acentuação no tempo fraco, conhecido como skank. O estilo normalmente é mais lento que o ska porém mais rápido que o rocksteady, e seus compassos normalmente são acentuados na segunda e na quarta batida, com a guitarra base servindo ou para enfatizar a terceira batida, ou para segurar o acorde da segunda até que o quarto seja tocado. É principalmente essa "terceira batida", sua velocidade e o uso de linhas de baixo complexas que diferencia o reggae do rocksteady, embora estilos posteriores tenham incorporado estas inovações de maneira independente.


 Esse estilo musical surgiu baseado no movimento Rastafari. O Rastafari é um movimento religioso jamaicano que dá a Haile Selassie I, imperador da Etiópia, características messiânicas. Toda essa crença, aliada ao uso da maconha e às aspirações políticas e afrocentristas, ganhou adeptos no mundo inteiro devido ao interesse no ritmo do reagge gerado por Bob Marley. 

A característica principal da temática do reggae é a crítica social, envolvendo questões sobre desigualdade, preconceito, fome e outros problemas sociais. Além disso, existe a valorização das ervas entorpecentes, pois segundo a visão Rastafari, elas poderiam trazer muitos benefícios à sociedade. Porém, atualmente existem muitas outras visões do reggae que não se restringem à cultura Rastafari, envolvendo outros temas como o amor, sexo, etc.



Independente de religiões, políticas e drogas, o reggae é um sonzaço que foi difundido principalmente por Bob Marley e seus Wailers. Seguem três álbuns para quem quer curtir um reggae de primeira.




 Bob Marley (nascido Robert Nesta Marley, Nine Mile, 6 de fevereiro de 1945 — Miami, 11 de maio de 1981), foi o mais conhecido músico de reggae de todos os tempos, famoso por popularizar o gênero. Grande parte do seu trabalho lidava com os problemas dos pobres e oprimidos. Ele foi chamado de "Charles Wesley dos rastafáris" pela maneira com que divulgava a religião através de suas músicas.

De todos os álbuns de Bob Marley, este é meu preferido.







Peter Tosh (18 de outubro de 1944 – 11 de setembro de 1987) foi um pioneiro músico de reggae/ska, conhecido pela sua militância, por ser bem-instruído e por se meter frequentemente em confusões. Batizado Winston Hubert McIntosh, e nascido em Westmoreland, ele cresceu em Kingston, Jamaica, na favela de Trenchtown. Embora seu a sua pouca paciência o metesse frequentemente em confusões, o jovem McIntosh começou a cantar e a tocar guitarra bem cedo, inspirado pelas estações americanas que ele conseguia sintonizar em seu rádio. No começo dos anos 1960 ele conheceu Bob Marley e Bunny Livingston, formando o grupo Wailing Wailers. Depois que Marley retornou dos Estados Unidos em1966, os três passaram a se envolver com a religião Rastafari, mudando o nome da banda para The Wailers.







Jimmy Cliff, nome artístico de James Chambers, (Portmore, 1 de abril de 1948), é um músico jamaicano de reggae. É o menos compreendido de todos os grandes mestres do reggae, tendo sido acusado de abandonar as origens rastas, porém é respeitado por ter sido o primeiro a abrir as portas do sucesso ao reggae na Europa e no resto do mundo.
A sua religião lhes causou muitos problemas na Jamaica com os rastas. Num incidente estranho, em um grande show com os Wailers em Kingston nos finais de 1975, rastas radicais, indignados com sua dedicação ao islamismo, chegaram a cuspir em sua cara. Este foi um dos motivos que o fez mudar-se para a Inglaterra.








sábado, 19 de janeiro de 2013

Hammond Music



O órgão Hammond é um órgão eletro-mecânico desenvolvido e construído por Laurens Hammond em torno de 1934. Enquanto originalmente vendido para igrejas como uma alternativa de baixo custo ao órgão de tubos, acabou sendo usado para o jazz e o blues, e então para uma extensão do rock and roll (nas décadas de 1960 e 1970) , música gospel. No reggae também foi muito utilizado, nas produções feitas antes mesmo do que conhecemos por reggae em meados da década de 1960 no fim, e no início da década de 1970. Um gênero que muito utilizava arranjos bem trabalhados no Hammond era o Skinhead Reggae, nada mais do que o reggae cru na sua primeira forma.

Laurens Hammond visava que seus órgãos substituíssem os órgãos de tubos e o piano para residências de classe média e para uso em estações de rádio. Nos primeiros anos de produção foi isso que aconteceu, mas na década de 1950 músicos de jazz como Jimmy Smith começaram a usar o som distinto do instrumento. Na década de 1960 o Hammond tornou-se popular entre grupos de pop. Ele foi parte relevante do som inovador das bandas de rock Deep Purple e Uriah Heep no início da década de 1970, quando teve seu ápice de popularidade, até a proliferação dos sintetizadores, em especial os polifônicos.





Há uns tempos atrás, vi um post da Consultoria do Rock tão bacana que resolvi reproduzí-lo aqui no Valvulado. Também sou um grande admirador dos orgãos Hammond, e curto demais as bandas que o usam. Segue o post com o link abaixo. Parabéns Consultoria do Rock pelas excelentes informações e resenhas.
(http://consultoriadorock.blogspot.com.br/2012/11/cinco-discos-para-conhecer-o-hammond-no.html#!/2012/11/cinco-discos-para-conhecer-o-hammond-no.html)


Cinco discos para conhecer "O Hammond no Rock"
Por Ronaldo Rodrigues


Hoje esse nome pode ser até desconhecido, mas tempos atrás ele era um dos teclados mais cobiçados e utilizados pelos tecladistas do universo do rock. Até a entrada dos anos 80, das bandas que utilizavam teclados (e até de várias que não contavam com tecladistas fixos) é possível contar nos dedos quantas bandas não tenham utilizado ao menos uma vez os lendários órgãos Hammond e sua sonoridade característica e icônica. Seja no rock pesado, progressivo, experimental, jazz, blues, pop, soul, funk, folk, os órgãos Hammond marcaram época. Ainda mais com a dobradinha que fizeram com os amplificadores Leslie, um tipo bastante distinto de caixa de som, que ajudou o Hammond a ter uma sonoridade fantástica e muito cativante.

Criado com intuito litúrgico, para substituir as pesadas estruturas dos órgãos de tubos das igrejas, o órgão Hammond acabou caindo no gosto popular devido ao uso maciço por alguns músicos do jazz apaixonados por sua sonoridade leve, como Jimmy Smith, que difundiu seu timbre no jazz e em outros estilos, e desde então é rapidamente associado ao instrumento.

Nesta seção apresentaremos alguns discos de rock onde o Hammond aparece com destaque e alguns músicos que ficaram marcados pela forma com a qual o utilizaram.




O Atomic Rooster tinha como cabeça o tecladista Vincent Crane. Do primeiro disco, lançado em fevereiro de 1970, a banda passou por uma reformulação total em sua formação, com a baixa principal do baterista Carl Palmer, que foi ganhar o mundo com o supergrupo Emerson Lake & Palmer. O som do Atomic Rooster ficou mais pesado e agressivo na nova formação, com o baterista Rick Parnell, o guitarrista e vocalista John Duccan e Vicent Crane cuidando dos teclados (com os quais também fazia as linhas de baixo). A primeira faixa, que dá nome ao álbum , tem uma presença bem discreta do Hammond, privilegiando o piano; dali em diante, segure-se na cadeira, porque vem um bombardeio da sonoridade do instrumento, seja duelando com a guitarra ou fazendo solos enérgicos. Apenas pro final do disco que a coisa dá uma aliviada com a climática “Nobody Else”, conduzida ao piano; porém o fechamento é triunfante com o Hammond poderoso em “Gershatzer”, alternando momentos de pretensão sinfônica a outros mais experimentais, onde Vincent faz o instrumento roncar e gemer.

Vincent Crane (órgão Hammond, piano, vocais), John Du Cann (guitarra, vocais), Paul Hammond (bateria, percussão)


1.Death Walks Behind You
2. VUG
3. Tomorrow Night
4. Seven Lonely Streets
5. Sleeping For Years
6. I Can't Take No More
7. Nobody Else
8. Gershatzer








Jon Lord é um dos tecladistas mais famosos e lendários do rock, indiscutivelmente. Sua trajetória com o órgão Hammond é plenamente reconhecida, inclusive por ter se mantido fiel ao instrumento mesmo nos anos 80, quando a popularidade do instrumento decresceu muito. No início da carreira do Deep Purple, Jon se valia das características mais clássicas do instrumento, mas quando o Deep Purple resolveu dar uma guinada e tornar-se uma banda de rock pesado, ele passou a experimentar a liga do Hammond com amplificadores Marshall, de forma a poder preencher o som em pés de igualdade com a guitarra de Ritchie Blackmore. Mas a partir de Burn, Jon Lord voltou a usar a clássica combinação do Hammond com a caixa Leslie. Sobre o disco é desnecessário falar, já que trata-se de uma pedra fundamental do rock dos anos 70. A abertura do disco já traz um dos momentos mais belos do Hammond no rock e da carreira de Jon Lord, um solo simplesmente espetacular. A introdução de “Might Just Take Your Life” mostra o poder do som desse teclado, uma sonoridade quente e valvulada, que casa maravilhosamente com o groove da canção. Não são em todas as faixas de Burn que temos a presença do Hammond, mas onde ele apareceu, o fez para entrar para a história sobre as mãos do maestro Jon Lord. Em “You Fool no One” o Hammond tem uma participação quase percussiva, com uma técnica muito utilizada também por outro grande tecladista, Greggie Rolie, que tocava com Santana (cujos primeiros discos, juntos com estes, são excelentes exemplares de órgão Hammond tocado com feeling). E em “Mistreated”, o onipresente órgão Hammond cria a atmosfera perfeita pra todas as emoções da canção.

Ritchie Blackmore (guitarra, violões), Glenn Hughes (baixo, vocais), David Coverdale (vocais), Jon Lord (órgão Hammond, sintetizador, piano), Ian Paice (bateria, percussão)

1. Burn
2. Might Just Take Your Life
3. Lay Down, Stay Down
4. Sail Away
5. You Fool No One
6. What's Goin' On Here
7. Mistreated
8. A-200






Keith Emerson foi um dos responsáveis por decretar que o Hammond seria fundamental dentro do rock progressivo, desde sua época no The Nice. Além de tocar com técnica invejável, sua postura frenética no instrumento evoluiu em poucos anos para uma maneira performática e até acrobática de tocar! Emerson, pelo meio do caminho, literalmente destruiu alguns Hammonds, pendurando-se sobre eles, enfiando facas, rodando o instrumento ou o balançando. Em Tarkus, Emerson, junto de seu genial supergrupo, colocou o órgão Hammond a serviço de uma música extremamente complexa e hermética. A suíte “Tarkus”, com sua intensa poliritmia e variações harmônicas, é praticamente um esgotamento do instrumento e só por ela, já valeria mencionar o disco como referência em se tratando de órgão Hammond na música em geral. As demais músicas do disco apresentam Emerson trabalhando mais no piano acústico, a exceção de “A Time and a Place”, onde seu Hammond pretende soar como uma guitarra fazendo riffs.

Keith Emerson (órgão Hammond, Minimoog, Sintetizador, piano), Greg Lake (baixo, vocais, guitarras), Carl Palmer (bateria, percussão, sinos tubulares)

1. Tarkus

2. Jeremy Bender
3. Bitches Crystal
4. The Only Way (Hymn)
5. Infinite Space (Conclusion)
6. A Time and a Place
7. Are You Ready Eddy?






Poderia ser incluído nesta lista qualquer disco de estúdio do Focus, já que o tecladista, flautista e vocalista do grupo holandês, Thijs Van Leer, é um músico que não abre mão do Hammond em seus trabalhos. Mas a escolha desse ao vivo deve-se ao fato dele ser “100% Hammond”. Em estúdio, Thijs também utilizava piano, mellotron e sintetizadores. Ao vivo, apenas seu imponente Hammond B3 domina o palco. É difícil destacar algum momento nesta performance do Focus no teatro inglês Rainbow, pois ela é simplesmente soberba, representa a banda no ápice em sua mais clássica formação, e a sonoridade do Hammond perpassa todo o disco, seja em acompanhamento suaves ou em vibratos pra lá de expressivos. Thijs Van Leer tem o grande mérito de utilizar plenamente os recursos do Hammond a favor das composições, como se o instrumento e a diversidade de matrizes que suas regulagens permitem fosse parte integrantes de suas músicas, sendo praticamente impensáveis para outro tipo de teclado. A introdução de “Focus II” é de uma beleza indescritível, ainda mais abrilhantada pelo som aveludado do Hammond.

Thijs Van Leer (vocais, órgão hammond, flauta), Jan Akkerman (guitarra, violão, alaúde), Pierre Van der Linden (bateria, percussão), Bert Ruiter (baixo, vocais)

1. Focus III
2. Answers? Questions! Questions? Answers!
3. Focus II
4. Eruption
5. Hocus Pocus
6. Sylvia
7. Hocus Pocus (Reprise)







A abertura do disco com “Sunrise”, em poucos segundos, mostra a capacidade do Hammond de passar de um cândido som para um misto de frequências muito expressivo. Ken Hensley, que pilota as teclas do Uriah Heep sabe muito bem com fazer esse tipo de transição; passar o Hammond de um som quase litúrgico, como na introdução de “Circle of Hands”, para um som demoníaco e extravagante, como no pirado solo de “Gypsy” ou nas bases de “Look at Yourself”. Esse disco ao vivo, que registra uma performance do Uriah Heep em Birmingham, mostra o poder de fogo do órgão Hammond a serviço do rock pesado. O Hammond está presente em todas as faixas, exceto em “Tears in My Eyes”, em que Ken Hensley acompanha Mick Box na guitarra.

David Byron (vocais), Mick Box (guitarra, violões, vocais), Gary Thain (baixo, vocais), Ken Hensley (órgão Hammond, guitarras, vocais, violões), Lee Kerslake (bateria, percussão)


1. Sunrise
2. Sweet Lorraine
3. Traveller in Time
4. Easy Livin'
5. July Morning
6. Tears in My Eyes
7. Gypsy
8. Circle of Hands
9. Look at Yourself
10. The Magician's Birthday
11. Love Machine
12 Rock 'n' Roll Medley
________________________________________


E apenas para complementar, um som mais Jazz-Funk-Blues com um som do Hammond mais swingado... Simplesmente adoro este discão.




Blue Note's "So Blue, So Funky" is a 12-track compilation that highlights the funkiest soul-jazz organists that recorded for the label, whether it was a leader or as a sideman.
Although there's a handful of cuts from the early '60s, such as "Face to Face" by the terrific, underrated "Baby Face" Willette, the compilation leans toward the funky fusions of the late '60s, such as "Big" John Patton's "Fat Judy", Lou Donaldson's "Everything I Do Is Gon' Be Funky (From Now On)", Jack McDuff's "Butter (For Yo' Popcorn)" and Grant Green's "Ain't It Funky Now".
The best thing about this comp is that even though it has familiar names, not all of the material is readily available on CD, which makes it of interest to casual groove fans and serious collectors alike.



TRACKLIST
01. Jimmy McGriff - All About My Girl [03:57]
02. "Big" John Patton - The Silver Metre [05:39]
03. Jimmy Smith - I'm Movin' On [05:15]
04. Freddie Roach - Brown Sugar [04:20]
05. Fred Jackson - Hootin' 'N' Tootin' [04:32]
06. "Baby Face" Willette - Face To Face [06:15]
07. Larry Young - Plaza De Toros [09:37]
08. George Braith - Boop Bop Bing Bash [06:24]
09. "Big" John Patton - Fat Judy [07:39]
10. Lou Donaldson - Everything I Do Gonh Be Funky (From Now On) [05:29]
11. "Brother" Jack McDuff - Butter (For Yo' Popcorn) [04:07]
12. Grant Green - Ain't It Funky Now [09:52]


Jorge Ben



Jorge Duílio Lima Meneses (Rio de Janeiro, 22 de março de 1945[4][5]), conhecido como Jorge Ben e Jorge Ben Jor é um guitarrista, cantor e compositor popular brasileiro. Seu estilo característico possui diversos elementos, entre eles: rock and roll, samba, samba rock (termo que gosta de usar),[6] bossa nova, jazz, maracatu, funk, ska e até mesmo hip hop, com letras que misturam humor e sátira, além de temas esotéricos. A obra de Jorge Ben tem uma importância singular para a música brasileira, por incorporar elementos novos no suingue e na maneira de tocar violão, com características do rock, soul e funk norte-americanos. Além disso, trouxe influências árabes e africanas, oriundas de sua mãe, nascida na Etiópia. [6]
Influenciou o sambalanço e foi regravado e homenageado por inúmeros expoentes das novas gerações da música brasileira, como Mundo Livre S/A, Os Paralamas do Sucesso, Racionais MC's e Belô Velloso. Jorge Ben Jor explodiu com a música '"Mas Que Nada" e logo em seguida ratificou seu talento com outro grande sucesso, "Chove Chuva". Duas canções que nada tinham a ver com a bossa nova, nem com o samba. Os puristas achavam que sua música era moderna demais. Era difícil para os músicos da época acompanhá-lo, tanto assim que seus primeiros discos foram gravados com um conjunto que tocava jazz no Beco das Garrafas, o Meireles e os Copa 5.


Mesmo que o nível da produção musical de Jorge Ben Jor nas últimas três décadas tenha deixado a desejar em comparação com as duas anteriores – quando atendia apenas por Jorge Ben -, ele continua sendo um dos grandes gênios de nossa música. E que, ao completar 70 anos no próximo dia 22 de março, precisa ser reverenciado como tal.
Para isso revisito texto publicado há dez anos em minha finada coluna Massa Sonora, hospedada pelo site da MTV, batizado “Que mestre Jorge saiba o que está fazendo”.  Na ocasião, o nosso aniversariante se preparava para desempoeirar o violão e gravar um acústico da emissora após 25 anos de altos e baixos – mais baixos do que altos – empunhando guitarra elétrica.
O tal especial Unplugged até que rendeu momentos bonitos, e ele inclusive topou voltar ao formato para o 70º aniversário, e acaba de gravar uma edição do “Luau MTV” em Paraty. Esperamos que não soe morno como o disco de 2002, que não denotava, nem de longe, uma vontade especial de Jorge em retomar os seus anos de ouro, 1963-1975, durante os quais lançou álbuns espetaculares como Samba Esquema Novo (1963), Ben (1972) e A Tábua de Esmeralda (1974).
As palavras daquele texto sobre a importância do músico de Madureira, porém, continuam valendo. Reproduzo trechos abaixo, seguidos por divertido vídeo extraído de edição do Fantástico de 1974, apresentada por um então jovem Fulvio Stefanini, com interpretações as clássicas “Cadê Teresa” e “Bebete Vãobora” (ambas do disco Jorge Ben, de 1969):
Jorge Ben é um artista único na música brasileira. Compulsivamente reverenciado e imitado, serviu de inspiração para figurões do quilate de Caetano Veloso e Gilberto Gil. O primeiro regravou vários de seus sucessos, como “Charles, Anjo 45”, “Jorge de Capadócia” e  “Olha o Menino”, e o último chegou a dar a seguinte declaração: “depois que vi Jorge tocar, quis parar. Ele já tinha feito tudo o que eu havia imaginado”.
Intuição
Gil se referia tanto às inacreditáveis letras criadas intuitivamente por Jorge, capaz de transformar a  mais estapafúrdia bula de remédio em uma estrofe suingada ou até mesmo um refrão irresistível (“O Homem da Gravata Florida”, “O Circo Chegou” e “Xica da Silva,  por exemplo), como à sua capacidade de criar ritmos inspirados em fontes diversas. Da bossa de João Gilberto à jovem guarda de Erasmo, do funk de James Brown à psicodelia setentista.
Algo intimamente relacionado ao enfoque que deu ao violão. A maneira de tocar que Jorge inventou para o instrumento se eternizou pela simplicidade e capacidade de síntese musical. O filho de etíope que gostava de samba e rock quebrou o punho, “desceu a mão” nas seis cordas, trocando os dedos pela palheta e desrespeitando as firulas jazzísticas da bossa nova. Quase sem querer, criou a batida definitiva (às vezes samba-rock, às vezes, samba-funk, dependendo do contexto) e deixou todo mundo babando.

Jorge Ben - Música Popular Brasileira


3ª edição lançada pela Abril Cultural focalizando compositores e suas obras. A primeira foi lançada em 1970, com 48 fascículos e discos de 10 polegadas, com 8 músicas em cada. A segunda, em 1976, com o mesmo número de fascículos e discos, muitos deles iguais aos da primeira edição. Nesta nova edição, os discos são 12 polegadas, com 12 músicas em cada um, e os textos sobre os compositores têm assinatura. Neste fascículo, Maurício Kubrusly e Matinas Suzuki Júnior assinam, respectivamente, os textos "A Força intuitiva que atropela qualquer explicação" e "Um canto livre, que nunca fugiu à sua negritude". Além desses textos, há uma breve biografia do compositor focalizado.






O ceú está nublado, nas letras e nos arranjos. O culpado por este imbróglio é o Trio Mocotó, reverenciado na ressussitadora 'Charles Jr.'. Uma estranha mistura de partido alto e o tal samba-rock, cordas e metais, e sempre percussão: eles embolam e desembolam o ritmo, eis um disco raro.

Em 'Zé Canjica', Jorge se diz 'até mal-humorado' (take it easy my boy). Também pudera: 'O telefone tocou novamente'(mas não era o meu amor), 'Apareceu Aparecida' (como eu era feio, inútil e infeliz) 'Terezinha' (os desencontros são tantos) e enfim a 'Mulher Brasileira' (eu necessito de você!) têm o gosto de ressaca moral ou um estômago embrulhado. Contra tudo isso, 'Fõrça Bruta', o despertador ideal destes dias incomuns. [FONTE]

Faixas:

1. Oba Lá Vem Ela

2. Zé Canjica
3. Domenica Domingava num Domingo Linda
4. Charles Jr.
5. Pulo Pulo
6. Apareceu Aparecida
7. O Telefone Tocou Novamente
8. Mulher Brasileira
9. Terezinha
10. Força Bruta



sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Os Diagonais - Puro Balanço Brasileiro





Cassiano e Hyldon, mais Camarão (irmão de Cassiano) e Amaro, estes são Os Diagonais! Com vários membros ao longo desses poucos anos de existência, também destacaram-se grandes nomes como Osmar Milito e Luizão.

Inicialmente chamado de “Bossa Trio”, a partir de 1964, Os Diagonais tinham a liderança do cantor, compositor e instrumentista paraibano Cassiano, já apresentado em outra postagem. O grupo gravou diversos compactos e dois LPs pela RCA. O som é uma mistura de samba e soul, com presença forte de metais e vocais cheios de harmonia. Original, o grupo que foi um dos principais precursores da Soul Music brasileira, com certeza, inspirou e inspira muita gente!

Os Diagonais participaram dos três primeiros discos de Tim Maia fazendo principalmente os vocais de apoio, Cassiano segurava a peteca na guitarra. Não sei se o lendário baixista Capacete chegou a tocar com Os Diagonais, alguém sabe? Antes de acabar, os caras excursionaram por cidades do interior da Bahia e Minas. Felizes dos baianos e mineiros, quem viu, viu...

Antes de muita gente boa, vieram Os Diagonais!!!

* * * * *



1.  Baby, baby (Santos Dumont)
2. Na Baixa do Sapateiro (Ary Barroso) - Helena Helena (Antônio Almeida-Constantino Silva)
3. Não dá pra entender (Cassiano)
4. Solução (Ivo Santos, Raul Sampaio) - Cabelos brancos (Marino Pinto-Herivelto Martins)
5. Meu sonho é você (Átila Nunes, Altamiro Carrilho) - Sabe Deus (Sabrá Dios) (A.Carrillo-Vrs. Nely B. Pinto)
6. Meu Cariri (Dilú Melo, Rosil Cavalcanti)
7. Clarimunda (Cassiano)
8. Praça Onze (Grande Otelo, Herivelto Martins) - Bat macumba (Gilberto Gil-Caetano Veloso)
9. O trem atrazou (Paquito, Artur Vilarinho, Estanislau Silva) - Atire a primeira pedra (Ataulfo Alves-Mário Lago)
10. Terezinha de Jesus (D.P.) - Cala a boca, Etelvina (Antônio Almeida-Wilson Batista)
11. Siga (Hélio Guimarães, Fernando Lobo) - Célia (José Rodrigues de Rezende-Augusto Calheiros)
12. General da banda (José Alcides, Satyro de Melo, Tancredo Silva) - Vai, que depois eu vou (Adolfo Macedo-Zé da Zilda-Zilda do Zé-Ayrton Borges)




1. Sai de lado (Marcos)
2. Adivinhe meu pensamento (Sergio Luiz, Cassiano)
3. Vou perder você (Cassiano)
4. Todo meu amor (Cassiano)
5. Atrás do sorriso (Amaro, Carlinhos)
6. Eliana (Cassiano)
7. Nem Deus (Amaro, Carlinhos)
8. Não vou chorar (Cassiano)
9. Novos planos para o verão (Tom Gomes, Luiz Vagner)
10. Cada um na sua (Os Diagonais)
11. O mal passará (Marcos, Cassiano)
12. Tema de Fanny (Marcos)

Cassiano - Genival ou Genial

O trocadilho não é nada original, mas não resisti à tentação. Pô, o cara é mais do que bom, então... vamos ao que interessa!



Genival Cassiano dos Santos, o Cassiano, nasceu em 1943 em Campina Grande, na Paraíba, foi pro Rio no final dos anos quarenta, onde aprendeu a tocar violão e bandolim com o pai. Com 19 anos formou o grupo Bossa Trio, que mais tarde se tornou Os Diagonais (c/ seu irmão Camarão, Hyldon e Amaro), e participariam nos três primeiros discos de Tim Maia fazendo os vocais de apoio. Ao lado de Tim Maia, Carlos Dafé, Banda Black Rio, Gérson King Combo e Hyldon, foi um dos precursores da soul music no Brasil, com influências tanto da música negra norte-americana, como de Lupicínio Rodrigues. Cassiano já se tornava conhecido quando Tim surgiu como uma bomba na MPB, cantando uma de suas primeiras composições: o eterno hit "Primavera (Vai Chuva)".


Tocou ao longo da década de 1960 na noite do Rio e de São Paulo e também participou como guitarrista no primeiro disco de Tim Maia, que gravou duas composições suas em parceria com Sílvio Rochael "Eu amo você" e "Primavera", que logo se tornaram grandes sucessos.


* * * * *




1 Lenda (Lula Freire - Marcos Valle)
2 Ela mandou esperar (Cassiano - Tim Maia)
3 Tenho dito (Cassiano - Tim Maia)
4 Já (Cassiano)
5 É isso aí (Cassiano)
6 O caso das bossas (Zil Rosendo - Dabliu Namor)
7 Eu, meu filho e você (Cassiano)
8 Primavera (Vai chuva) (Silvio Rochael - Cassiano)
9 Minister (Cassiano)
10 Uma lágrima (Cassiano)
11 Canção dos hippies (Paz e amor) (Professor Pardal)
12 Não fique triste (Cassiano)
---







1 O vale (Cassiano)
2 Slogan (Cassiano)
3 A casa de pedra (Cassiano)
4 Chuva de cristal (Cassiano)
5 Melissa (Cassiano)
6 Castiçal (Cassiano)
7 Me chame atenção (Renato Britto - Cassiano)
8 Calçada (Suzana - Cassiano)
9 Cinzas (Cassiano)
10 Cedo ou tarde (Suzana - Cassiano)
---






1 Hoje é natal (Paulo Zdanowski - Cassiano)
2 Coleção (Paulo Zdanowski - Cassiano)
3 Ana (Paulo Zdanowski - Cassiano)
4 Onda (Paulo Zdanowski - Cassiano)
5 Central do Brasil (Paulo Zdanowski - Cassiano)
6 Saia dessa fossa (Paulo Zdanowski - Cassiano)
7 De bar em bar (Paulo Zdanowski - Cassiano)
8 Salve essa flor (Paulo Zdanowski - Cassiano)
9 A lua e eu (Paulo Zdanowski - Cassiano)
---







01 - Eu amo você
02 - Primavera
03 - Salve essa flor
04 - Bye bye
05 - Rio best-seller
06 - Cedo ou tarde
07 - Setembro
08 - Coleção
09 - A lua e eu
10 - Know-how
11 - Intro III
 ---




01 - Coleção
02 - De bar em bar
03 - Melissa
04 - É isso aí
05 - Hoje é natal
06 - Salve essa flor
07 - Não fique triste
08 - Cedo ou tarde
09 - Ana
10 - Já
11 - Uma lágrima
12 - A casa de pedra
13 - A lua e eu
14 - Saia dessa fossa

The Best Posts Session

PULP FUSION Funky Jazz Classics & Original Breaks Collection: Vols 1-10

All Music on Valvulado!!!!

.44 Pistol (1) $27 Snap on Face (1) 10 cc (1) 10.000 Maniacs (1) 100 Proof Aged in Soul (1) 1001 Songs (1) 101 North (1) 111 East (1) 1313 Mockingbird Lane (1) 14 BIS (3) 145th Street Deluxe Blues Band (1) 1860 Band (1) 2 Cellos (1) 20 Watt Tombstone & Left Lane Cruiser (1) 21. Peron (1) 21st Century Schizoid Band (1) 22 Pistepirkko (1) 25 Yard Screamer (1) 3 Balls of Fire (1) 3 Dayz Whizkey (1) 3 Doors Down (1) 35007 (1) 38 Special (2) 39 Clocks (1) 39.4 (1) 3rd Force (1) 3rd World Electric (1) 4 Company (1) 4 Jacks (1) 4 Non Blondes (1) 4some Blues (1) 4th Cekcion (1) 4Waves (1) 50 de Marzo (1) 500 Greatest Songs (1) 7 for 4 (1) 72 Blues (1) 7zuma7 (1) 8 days in April (1) 80's Ladies (1) 801 (1) 808 State (1) 89 FM (1) 9 Lazy 9 (1) 9.30 Fly (1) 9DW (1) A Barca do Sol (1) A Bolha (2) A Capella (1) A Chave (1) A Chave do Sol (2) A Cor do Som (3) A Day To Remember (1) A Euphonious Wail (1) A Fleeting Glance (1) A Flock of Seagulls (1) A Foot in Coldwater (1) A Forest Mighty Black (1) A La Ping Pong (1) A New Place to Live (1) A Paradise is Born (1) A Passing Fancy (1) A Perfect Circle (1) A Phantom Payn Séance (1) A Piedi Nudi (1) A Triggering Myth (1) A Witness (1) A-440 (1) A-Austr (1) A. J. Croce (1) A. K. Salim (1) A.B. Skhy (1) A.C. Reed (1) A.C.T. (1) A.Vuolo & E.Grande (1) Aardvark (1) Aardvarks (1) Aaron (1) Aaron Bell (1) Aaron Neville (1) Aaron Space (1) Abacus (1) Abarax (1) Abattoir (1) Abayomy Afrobeat Orquestra (1) Abazagorath (1) ABBA (1) Abbath (1) Abbey Lincoln (2) Abbud Abdel (1) Abbygail (1) Abedul (1) Abel (1) Abel Ferreira (1) Abel Ganz (1) Abel James (1) Abigor (1) Abissi Infiniti (1) Ablution (1) Abrax (3) Abraxas (1) Abraxas Pool (1) Abraxis (1) Absolute Elsewhere (1) Absolution (1) Abstract (1) Abstract Sound (1) Absu (1) Abus DangereuX (1) Abwдrts (1) Abyssos (1) Academia de Berlinda (1) Academy (1) Acanthe (1) Accept (2) Accolade (1) Accordion Tribe (1) ACDC (2) Ace (1) Ace (Asa) Livingston (1) Ace Cannon (1) Ace Frehley (1) Ace Moreland (1) Ace of Base (1) Ace Spectrum (1) Ache (1) Achim Reichel (1) Achterbahn Band (1) Achtzehn Karat Gold (1) ACI (1) Acid (1) Acid Jazz (6) Acid Jazz Guitarist (1) Acid Westerns (1) Acintya (1) Acke & Gurra (1) Acker Bilk (1) Acoustic Alchemy (1) Acoustic Blues Drifter (1) Acqua Fragille (1) Acrimony (1) Act (1) Action (1) Ad Hominem (1) Ad Infinitum (1) Ad van den Hoed Kwartet (1) Ada Le Fol (1) Adam & Eve (1) Adam Ben Ezra (1) Adam Faith (1) Adam Green (1) Adam Hawley (1) Adam Levy (1) Adam Makowicz (1) Adam Rogers (1) Adauto Santos (1) Adele (1) Adeva (1) Adisos (1) Aditus (1) Admortem (1) Adoniran Barbosa (1) Adrana (1) Adrenalin (1) Adrian Belew (1) Adrian Borland (1) Adrian Gurvitz (1) Adrienne Fenemor (1) Adrienne Hindmarsh (1) Aeba (1) Aelian (1) Aera (1) Aerial (1) Aeroblus (1) Aeron (1) Aerosmith (1) Aether (1) Affinity (1) Afric Simone (1) African Music Machine (1) African Spirits (1) Afro Blues Quintet Plus One (1) Afro Cuban Band (1) Afro Latin Vintage Orchestra (1) Afrobeat (22) After All (1) After Dark (1) After Forever (1) After Life (1) After Shave (1) After Tea (1) After The Fire (1) Afterglow (1) AG A.M. (1) Agalloch (1) Agamemnon (1) Agathodaimon (1) Agathon (1) Agathorn (1) Age of Change (1) Age of Man (1) Age Of Rebellion (1) Age of Silence (1) Ageness (1) Agents of Mercy (1) Agitation Free (1) AGM (1) Agnes Strange (1) Agnostic Front (1) Agora (1) Agusa (1) Airbag (2) Ajalon (1) Akira Takasaki (2) Al Green (1) Al Jarreau (1) Al Reid Jr (1) Alain Goraguer (1) Alan Hawkshaw (1) Alan Lennon (1) Alan Parker & John Cameron (1) Albert Collins (1) Alex Puddu (1) Aliante (1) Alias Eye (1) All Them Witches (1) Alma da Terra (1) Almost Famous (OST) (1) Alms (1) Alphonse Mouzon (3) Alquimia (1) Alrune Rod (1) Amalgam Effect (1) Amenophis (1) Amish (1) Amon Ra (1) Amon Tobin (1) Amsterdam Connection (1) Amulet (1) Amy Winehouse (1) Ana Popovic (1) Anacondia (1) Ananga Ranga (1) Ananke (1) Anar Band (1) Ancient Curse (1) André Abujamra (1) Andre Cavor (1) André Christovam (1) Andrea Bocelli (1) Andy Sheppard (1) Andy Williams (1) Ange (1) Angel City (1) Angel Forrest (1) Angel Witch (1) Anglagard (1) Anika Nilles (1) Anima Mundi (1) Animals As Leaders (1) Anjo Gabriel (1) Anthony Phillips (2) Antonio Carlos e Jocafi (1) Anubis (1) Anyone's Daughter (1) Apocalypse (1) Apothecary (1) Apple and The Three Oranges (1) AppleSmellColour (1) Aqualads (1) Aquaria (1) Aquarium Rescue Unit (1) Arabian (1) Arabs in Aspic (1) Aragon (1) Arcansiel (1) Archangel (1) Archie Whitewater (1) Arena (1) Aretha Franklin (1) Argent (2) Arilyn (1) Arion (1) Ark (1) Arlekin (1) Arlon (1) Arnaud Rodrigues (1) Arrigo Barnabé (2) Art Blakey (1) Art in America (1) Art Sherrod Jr (1) Art Zoyd (1) Arthur Moreira Lima (1) Ashtar (1) Asia (1) Asian Minor (1) Asian Standards (1) Astralis (1) Atlantic Blues (1) Atlantide (1) Atlantis (1) Atmosphera (2) Atomic Rooster (2) Atrium (1) Aunt Mary (1) Auntie Kate & The Uncles of Funk (1) Aurea Regina (2) Autumn Breeze (1) Avantasia (1) Average White Band (1) Avery Sunshine (1) Ávora Di Carlla (1) Axl Rose (1) Ayreon (2) Aztec Camera (1) Azymuth (1) B.B. King (2) B.B.King (1) Babe Ruth (3) Baby Charles (1) Baby Consuelo (2) Baby Grandmothers (1) Bad Religion (1) Baden Powell (1) Baiano e os Novos Caetanos (2) Baker Gurvitz Army (1) Banco Del Mutuo Soccorso (2) Banda União Black (1) Barbra Streisand (1) Bareto (1) Barock Project (1) Barrabas (1) Barry White (1) Be Bop Deluxe (1) Beastie Boys (1) Beat at Cinecittà (1) Beggars Opera (1) Bel Air (1) Believe (1) Bellaphon (1) Belly Dance (1) Berimbau & Viola (1) Bernard Allison (1) Bernard Wright (1) Bert Kaempfert (1) Bestia Urbana (1) Betty Davis (3) Beyond Twilight (1) Bezerra da Silva (1) Big Al Calhoun (1) Big Allanbik (1) big Big Train (2) Big Mama Thornton (1) Big Picture (1) Biglietto Per Linferno (1) Bijou (1) Bill Bruford (3) Bill Evans (1) Bill Hagan (1) Billy Cobham (5) Billy Paul (1) Billy Squier (1) Billy Strange (1) Bing Crosby (1) Birtha (1) Birzer Bandana (1) Bixo da Seda (1) Bjork (1) Bjorn Riis (1) Black Metal (1) Black Nasty (1) Black Oak Arkansas (1) Black Page (1) Black Pearl (1) Black Sabbath (1) Black September (1) Black Sonora (1) Black Widow (1) Blackfield (1) Blackwell (1) Blakulla (1) Blank Manuskript (1) Blaxpoitation (1) Blezqi Zatsaz (1) Blind Ego (1) Blind Owl (1) Blind Ravage (1) Blindstone (1) Blink 182 (1) Blocco Mentale (1) Blogs fantasma (3) Blood Of The Sun (1) Blow-up (OST) (1) Blowfly (1) Blue Flamingo (1) Blue Mammoth (1) Blue Note Jazz Bar (1) Blue Öyster Cult (1) Blue Shift (1) Blues (94) Blues Brothers (2) Blues Brothers (OST) (1) Blues Etilicos (1) Blues Pills (1) Blues Rock (20) Blues Traveler (1) Bluesquamperfect (1) Blundetto (1) Bo Hansson (1) Bob Dusi (1) Bob Dylan (6) Bob Geldof (1) Bob Marley (1) Bobby Messano< Blues (1) Bobby Sherman (1) Boca Livre (1) Bocato (1) Bohannon (2) Bolus (1) Bombay Groovy (1) Bon Scott (1) Bondage (1) Boney M (1) Bonnie Raitt (1) Booby Trap (1) Boogaloo (1) Booker T & The MGs (2) Bootsy Collins (1) Borknagar (1) Bossa Nova (2) Bow Wow (1) Brand X (2) Brasil Musical (2) Brazen Abbot (1) Brazilian Octopus (1) Break of Reality (1) Breaks (1) Brian Auger (1) Brian Blade (1) Brian Davison (1) Brian May (1) Brian Setzer (2) Brian Wilson (1) Brimstone (1) Bronx River Parkway (3) Bruce Cockburn (1) Bruce Katz Band (1) Budda Power Blues (3) Buddy Guy (1) Buddy Miles (1) Buddy Rich (1) Budgie (1) Burl Ives (1) Burt Bacharach (1) CAB (1) Cabruera (1) Caedmon (1) Caetano Veloso (1) Caetano Veloso e Banda Black Rio (1) Calix (1) Camel (3) CAN (1) Cannabis (1) Canned Heat (2) Captain Beefheart (2) Captain Beyond (1) Carey Bell (1) Carl Palmer (3) Carl Palmer Band (2) Carlos Alberto Vidal (1) Carmine Apiice (1) Carol Williams (1) Carol Woods (1) Carpenters (1) Carptree (1) Casa das Máquinas (1) Casiopea (1) Cassiano (3) Caviars Blues Band (1) CBGB (1) Celia Cruz (1) Central Nervous System (1) Chandelier (1) Changing Images (1) Chaplin Harness (1) Charles Brown (2) Charles Mingus (1) Charles Wright & The Watts (1) Chatelaine (1) Cheap Trick (1) Cheech & Chong (1) Cher. (1) Chicago (1) Chico Batera (1) Chocolat's (1) Chorando as Pitangas (1) Chris Joss (2) Chris Squire (3) Christina Aguilera (1) Christine Lakeland (1) Christmas (28) Christopher Pellnat (2) Chuck Loeb (1) Circus Maximus (1) Cirrus Bay (2) Cissy Houston (1) Cliffhanger (1) Clutchy Hopkins (1) Cocaine Songs (1) Coheed and Cambria (1) Colin Tench Project (1) Collage (1) Combination Head (1) Comedy of Errors (1) Condition Green (1) Contracultura (1) Cool Jazz (11) Copacabana Mon Amour (1) Corbeau (1) Corduroy (2) Cosmic Sound Orchestra (2) Cosmograf (1) Cosmos (2) Cosmos Factory (1) Cowboy Bebop (1) Cozy Powell (3) Cream (2) Credo (1) Crises (1) Crossroads (OST) (1) Crystal Palace (2) Crystals (1) Cuby Blizzards (1) Cumbia Fusion (2) Curupira (1) Cynosura (1) Dakota (1) Damned (1) Dánae (1) Dance (1) Dancin' Days (1) Danilo Pérez (3) Dark (1) Dark Side of The Moon (2) Darkstar (1) Darondo (1) Datetenryu (1) Dave Koz (1) David Bowie (3) David Coverdale (2) David Gilmour (8) David Lee Roth (3) David Rose (1) David Sanborn (2) Days Between Stations (1) Dead or Alive (2) Dean Martin (1) Death Proof (OS) (1) DeeExpus (1) Deela (1) Deep Purple (11) Del Jones (1) Depth Charge (1) Devin Townsend Project (1) Devo (1) Dewa Budjana (1) DGM (1) Di Melo (1) Diamanda Galas (1) Diamond Head (2) Diana Krall (1) Diana Ross (1) Diesel Therapy (1) Different Light (1) Dinho Nascimento (1) Dionne Warwick (2) Dirty Jazz (6) Discipline (1) Disco (12) Djabe (1) Dogma (1) Don Airey (2) Donovan (1) Doracor (1) Doug James (1) Dr. Duke Tumatoe (1) Dr. Z (1) Dragonfly (3) Dragonwick (1) Dramatic Funk Themes (7) Dream City (1) Dream Theater (3) Dreams of Sanity (1) Druckfarben (1) Drums (9) Dschinn (1) dub (1) Dust (1) Duster (1) Dweezil Zappa (2) Dynamic Hepnotics (1) Eagles (1) Easy Listening (2) Easy Rider (OST) (1) Easy Stars All Star (1) Easy Tempo (3) Ebony Rhythm Band (1) Echo (1) Echolyn (1) Eddie (1) Edenbridge (1) Edu Ardanuy (3) Edu da Gaita (1) Edward Nelson (1) Egberto Gismonti (2) Egoband (1) Electric Orange (1) Electric Sandwich (1) Electronic (8) Elegant Simplicity (1) Elephant Plaza (1) Elephant9 (1) Eletronic (11) Elin Ruth (1) Elmira (1) Elomar (1) Eloy (2) Eloy Fritsch (1) Elvis Presley (3) Emerson Lake and Palmer (17) Enchant (1) End Amen (1) Ennio Morricone (1) Epidaurus (1) Er. j Orchestra (1) Erasmo Carlos (1) Eric Clapton (23) Eric Noden (1) Erik Norlander (1) Esfera (1) Etta James (1) Eugene McDaniels (1) Eumir Deodato (3) Euro Cinema (1) Everly Brothers (1) Everon (1) Everything is Illuminated (OST) (1) Exciter (1) Experimental Music (1) Exploited (1) Exponent (1) Eyes of Shiva (1) Fabiano Orchestra (1) Fabio Zuffanti (1) Facção Caipira (1) Faces of Jazz (1) Factory of Dreams (1) Faiska (1) Faithful Breath (1) Fam de Funk (1) Fanga (1) Fanny (1) Fantasy (1) Far Out (1) Fates Warning (1) Faun (1) Fela Kuti (2) Felix Jr (1) Festival (1) Fifty Foot Hose (1) Filarmonica Fraude (1) Final Conflict (1) Fingertips (1) Fish (3) Five Dollar Shoes (1) Flaming Lips (1) Flashmen (1) Flávio Guimarães (6) Flo & Eddie (1) Flying Colours (1) Focus (2) Folk (16) Folk Rock (24) Forgotten Suns (1) Formula 3 (1) Forty Seven Times It's Own Weight (1) Francis Mann (1) Frank Marino (1) Frank Sinatra (2) Frank Zappa (33) Freddie King (1) Free The Robts (1) Freedom Call (1) Freedom Hawk (1) Freedonia (1) Frente Cumbiero (1) Fritz The Cat (OST) (1) Frob (1) From Dusk Till Dawn (OS) (1) Frumpy (1) Fugazi (1) Funk (24) Funk and Soul (129) Funk Fu (1) Fusion Farm (1) Fusonic (1) Gabriel Santiago (1) Galactic (1) Galleon (1) Gamma Ray (1) Gang 90 (1) Garage a Trois (1) Garden Wall (1) Garota de Ipanema (1) Gary Moore (1) Genesis (9) Genius (1) Gentle Giant (3) Gentle Knife (2) Geoff Downes (1) George Duke (3) George McCrae (1) Gerson Conrad (1) Gerson King Combo (1) Gert Wilden (1) Ghost Community (1) Gilberto Gil (2) Ginbae (1) Ginger Baker (6) Gino Vanelli (1) Glass Harp (1) Glen Hughes (2) Glenn Hughes (3) Glenn Tipton (1) Go Graal Blues Band (1) Gonzalez (2) Grace Jones (1) Graham Central Station (1) Grand Funk Railroad (3) Grassella Oliphant (1) Green on Red (1) Green Summer (1) Greg Lake (4) Grip Weeds (1) Groundhogs (1) Grover Washington Jr. (1) Guardians of the Galaxy (1) Gueto (1) Guitar (55) Guitar Player (1) Gypsy Music (1) Hadal Sherpa (1) Haddad (2) Haikara (1) Hailo Mergia (1) Hair (OST) (1) Hamilton Loomis (1) Hammond (5) Hard Rock (9) Harlem Pop Trotters (1) Harmonia (1) harmonica (15) Harmonica Perfumada (1) Harmonica Shah (1) Harvest (1) Hatfield & The North (1) Hawkwind (1) Heart (1) Heat Exchange (1) Heavy Metal (77) Heavy Metal - Universo em Fantasia (OST) (1) Henry Mancini (1) Heraldo do Monte (1) Herbert Vianna (1) Herbie Hancock (3) Hermeto Pascoal (1) Herois do Mar (1) Hibernal (1) Hideki Ishima (1) Hip Hop (3) Hiro Yanagida (1) Hiromi Uehara (1) hiroshi Suzuki (1) Holger Czukay (1) Höstsonaten (1) Howard Roberts (2) Howling Black Soul (1) Hugh Masekela (1) Huis (1) Hummingbird (1) Hüsker Dü (1) Hyldon (3) Hypnos 69 (1) Hypnotic Brass Ensemble (1) Iamthemorning (1) Ian Gillan (4) Ian Paice (3) Icon (1) Ike and Tina Turner (1) Ike Turner (1) Il Bacio Della Medusa (1) Il Paradiso Degli Orchi (1) Iluvatar (1) In Limbo (2) Incredible Bongo Band (2) Indaco (1) Index (1) Inga Rumpf (1) Instant Funk (1) Instinct of Survival (1) Instrrumental (1) Instrumental (83) Interpose+ (1) Irmandade dos Blogs (1) Iron Maiden (2) Isaac Hayes (2) It's All Meat (1) Itamar Assumpção (7) Ivan Conti (1) J.J. Cale (2) J.J. Johnson (1) Jack Bruce (3) Jack DeJohnette (1) Jack McDuff (1) Jackie Brown (OS) (1) Jackie Mitto (1) Jackson 5 (1) Jackson Browne (1) Jackson Conti (1) Jaco Pastorius (3) Jacques Siroul (1) Jadis (1) Jag Panzer (1) Jaime Rosas (1) Jamaaladeen Tacuma (1) James Brown (2) James Gang (1) James Taylor (2) Jan Akkerman (1) Janis Joplin (1) Jards Macalé (1) Jay Dee (1) Jazz (127) Jazz Brazil (12) Jazz Fusion (79) Jazz Rock (17) Jazz Soul (32) Jazz'n'Funk (87) Jean Jacques Perrey (1) Jean Michel Jarre (1) Jean Pierre Rampal e Claude Bolling (2) Jean-Jacques Perrey (1) Jean-Luc Ponty (4) Jeff Baker (1) Jeff Beck (3) Jefferson Airplane (1) Jefferson Starship (1) Jerry Vale (1) Jesus Bachiller (1) Jethro Tull (5) Jim Reeves (1) Jimi Hendrix (8) Jimi Tenor & Kabu Kabu (1) Jimmy Cliff (2) Jimmy McGriff (1) Jimmy Page (5) Jimmy Smith (2) Joan Armatrading (1) Joanne Shaw Taylor (2) João Bosco (1) Joao Donato (1) João Donato (1) João Ricardo (1) Joe Bonamassa (1) Joe Filisko (2) Joe Satriani (1) Joe Williams (1) John Arch (1) John Baldry (1) John Bonhan (1) John Campbelljohn (1) John Coltrane (1) John Denver (1) John Entwistle (2) John Mayall (1) John McLaughlin (2) John Patitucci (2) John Patton (1) John Paul Jones (1) John Stubblefield (1) John Zorn (1) Johnny Cash (1) Johnny Copeland (1) Johnny Mathis (1) Johnny Winter (1) Jon Anderson (2) Jon Lord (5) Jorge Ben (4) Jose Cid (1) Ju-Par Universal Orchestra (1) Juandy Sax (1) Judas Priest (3) Jumbo (1) Jun Kamikubo (1) Junior Walker (1) Junkyard (1) K-tel (1) K2 (1) Kadavar (1) Kai Winding (1) Kaipa (1) Kaipa Da Capo (1) Kaizen (1) Kalo (1) Kaoll (2) Karl Hector & The Malcouns (1) Karmakanic (1) Karnataka (1) Kayak (1) Kazumi Watanabe (1) Keith Emerson (9) Keith Hudson (1) Keith Mansfield (1) Keith Moon (1) Keith Richards (1) Kelenkye Band (1) Ken Hensley (1) Kenny Burrel (1) Kenny G (1) Kenso (1) Kerry Livgren (1) Ketil Bjørnstad (1) Keziah Jones (1) Kid Creole & The Coconuts (1) Kid Gusto (1) Kiko Dinucci (1) Kiko Loureiro (1) Kill Bill (2) Kim Waters (1) Kin Ping Meh (1) King Crimson (4) Kings Of The Valley (1) Kingston Wall (1) Kiss (1) Knight Area (1) Kochi (1) Kokolo AfroBeat Orchestra (1) Kool & The Gang (1) Kool & Together (1) Krautrock (14) Kravetz (1) La Coscienza di Zeno (1) La Dusseldorf (1) Lalo Schifrin (1) Lalomie Washburn (1) Landmarq (1) Lands End (1) Larry Carlton (2) Larry Jon Wilson (1) Latin (6) Laurie Anderson (1) LeAnn Rimes (1) Leap Day (1) Lebowsky (1) Led Zeppelin (11) Lee Fields & The Expressions (1) Lee Jackson (1) Legalize (1) Legends of Benin (1) Lei Seca (1) Leigh Stephens (1) Lene Lovich (1) Lenny Dee (1) Leo Maia (1) Leonard Cohen (1) Les Chakachas (1) Les Maledictus Sound (1) Lester Butler (1) Ligabue (1) Lijadu Sisters (1) Liliental (1) Linda Dachtyl (1) Liquid Sound Company (1) Liquid Tension Experiment (1) Little Walter (1) Liz Anderson (1) Lloyd Cole and The Commotions (1) Lo Borges (1) Loch Ness (1) Los Peyotes (1) Lou Reed (1) Loudness (1) Louis Bellson (1) Love Live Life (1) Love Peace and Poetry (1) Low (1) Lubomir Pleva (1) Luís Vagner (1) Luiz Felix e Fabricio Jomar (1) Luiz Melodia (1) Luke Vibert (1) Luther Allison (2) Luther Vandross (1) Lynyrd Skynyrd (1) Mac Gayden (1) Maceo Parker (1) Machine Head (1) maconha (1) Made in Brazil (1) Magdalena (1) Magic Pie (1) Magni Animi Viri (1) Mahavishnu Orchestra (1) Mahogany Rush (1) Mahtrak (1) Malibran (1) Mamma Cadela (1) MAN (1) Man and Boy (1) Mandalaband (1) Mandrake (1) Mangala Vallis (1) Manitou (1) Manowar (3) Manu Dibango (1) Marakesh (1) Marathon (1) Marblewood (1) Marc Bolan (1) Marc Bonilla (2) Marc Ribot (1) Marcela Mangabeira (1) Marcelo D2 (1) Marcia Hines (1) Marcia Meyer (1) Marco Antonio Araújo (1) Maria Ana Bobone (1) Marillion (5) Mário Garcia (1) Mario Raposo (1) Mark Eitzel (1) Mark Hummel (1) Mark Knopfler (1) Martes 8:30 (1) Martigan (1) Marvin Gaye (2) Mary Fahl (1) Mas que Nada (1) Masabumi Kikuchi (1) Maskarad (1) Masterplan (1) Mavara (1) Mawaca (1) Max Roach (1) Media (1) Melvin Jackson (1) Melvin Sparks (1) Memphis Minnie (1) Mercy Weiss (2) Messengers Incorporated (1) Messer Chups (1) Metamorfosi (1) Metus (1) Mice on Stilts (2) Michael Andrews (1) Michael Schenker (1) Michel Louvel (1) Michel Petrucciani (1) MickTaylor (3) Midnight Oil (1) Mike Oldfield (1) Mike Portnoy (2) Miles Davis (2) Millenium (2) Milton Banana (1) Milton Nascimento (1) Mind Masque (1) Mindgames (1) Minimum Vital (1) Minor Giant (1) Missus Beastly (1) Moacir Santos (1) Mod Jazz (1) Moebius Plank Neumeier (1) Mohomax (1) Molly Hatchet (1) Montreux (3) Moon Safari (1) Moonhead (1) Moonspell (1) Mops (1) Morphine (1) Mostly Autumn (4) Motley Crue (1) Motorhead (1) Motown (2) MPB (92) Mr. Hankey (1) Mr. Haris Pilton & Gypsy Sound System (1) Mulatu AstatkE (1) Mundanus Imperium (1) Music Emporium (1) Mustafa Ozkent (1) Mutantes (2) My Morning Jacket (1) My Pussy Belongs to Dad (1) Mystery (2) Mythos (1) Namibian Tales (1) Nana Vasconcelos (1) Naná Vasconcelos (2) Nat King Cole (1) Natural Born Killers (OS) (1) Navigator (1) Naxatras (1) Nazareth (2) Neil Diamond (1) Neil Peart (1) Nektar (1) Nelson Cavaquinho (1) Nemrud (1) Neon Pearl (1) Netto Rockfeller (1) New Wave (2) New York Jazz Trio (1) Ney Matogrosso (1) Nick Mason (1) Nicko McBrain (1) Nigeria 70 (2) Nik Turner (1) Nikolo Kotzev (1) Nina Simone (1) Nini Rosso (1) Nino Nardini (1) Noddy's Puncture (1) Northwind (1) Notas Agudas (1) O Terço (1) O.R.K. (1) Ocquityn (1) Octopie (1) Odetta (1) Odyssice (1) Olindance (1) Omar Rojas (1) Omnia (1) One (1) Opeth (1) Opus Avantra (1) Oranssi Pazuzu (1) Orden Ogan (1) Oregon (1) Øresund Space Collective (1) Orquestra Mediterranea (1) Os Diagonais (2) Os Mundi (1) Os Opalas (1) Osibisa (4) Otis Gibbs (1) Otis Jackson Jr (1) Otis Rush (1) Oxhuitza (1) Ozzy Osbourne (1) P2O5 (1) Pallas (2) Panram (1) Pareidolon (1) Pasadena Roof Orchestra (1) Pat Metheny Group (2) Pat Thrall (1) Patrulha do Espaço (1) Paul Humphrey (1) Paul Weller (2) Paulinho da Viola (1) Paulo Bagunça e a Tropa Maldita (1) Paulo Freire (1) Paulo Moura (1) Pavlov's Dog (1) Pepeu Gomes (3) Percussive Jazz (1) Percy Faith (1) Perspectiva (1) Peru Bravo (1) Pervy Perkin (1) Pete Townshend (4) Peter and the Wolf (1) Peter Gabriel (4) Peter Hammil (1) Peter Tosh (1) Petrus Castrus (2) Phamton Frank (1) Phat Phunktion (1) Phil Collins (3) Phil Manzanera (1) Phish (1) Piano (4) Piano & Bateria (1) Ping Pong (1) Pink Floyd (18) Pino Cremone (1) Planet Hemp (1) Planet Terror OS (1) Plasmatics (1) Pleasure (1) Poliphony (1) Pop (14) Pop Rock (46) Porcas Borboletas (1) Porcupine Tree (2) Porn (6) PornosoniC (2) Portico Quartet (1) Poverty's No Crime (1) Preacher (1) Principal Edwards Magic Theater (1) Procol Harum (1) Prog Exhibition (1) Progression by Failure (1) Progressive Metal (47) Progressive Rock (463) Projeto Tom Brasil (1) Psico (1) Psychedelic (48) Psychotic Aztecs (1) Psychotic Waltz (1) Pulp Fiction (OS) (1) Pulp Fusion (13) Punk Rock (18) Pyg (1) Queen (3) Quentin Tarantino (12) Quiet Riot (1) Quill (1) Quincy Jones (3) Quinta do Bill (1) Quinteto Armorial (1) Radio Moscow (1) Rag 'n' Bone Man (1) Rainbow (1) Raiz de Pedra (1) Ramones (1) Randy Travis (1) Ranmadou (1) Rare & Groove Jazz (1) Raul Seixas (2) Raven (2) Ray Charles (2) Ray Lugo & The Boogaloo Destroyers (1) Ray Riendeau (1) Ray Thomas (1) Red Garland (1) Red Sand (1) Redemption Draweth Nigh (1) Ree Keen (1) Reggae (9) Renegades of Jazz (1) Resense (1) Reservoir Dogs (OS) (1) Retrofoguetes (1) Ricardo Confessori (1) Richard Abt (1) Rick Wakeman (4) Rick Wright (1) Riff Raff (1) Rigo Roman (2) Rigoni & Schoenherz (1) Riot (2) Rita Lee (3) Ritchie Blackmore (2) Robert Cray (3) Robert Palmer (1) Roberto Carlos (1) Robin Trower (3) Robson Fernandes (1) Rock (417) Rock Candy Funk Party (1) Rocket Scientists (1) Rockys Filj (1) Rod Steward (1) Rodrigo Leão (1) Rodrigo San Martin (1) Roger Bunn (1) Roger Glover (1) Roger Hodgson (1) Roger Waters (1) Rogério Duprat (1) Roine Stolt (1) Rolling Stones (8) Rough Silk (1) Rousseau (1) Roy Harper (1) Ruphus (1) Rush (6) Ry Cooder (2) S.O.S. Band (1) Sá e Guarabira (1) Sabattis (1) Saga (4) Salem Hill (1) Salsa (1) Samba (1) Sambass (1) Samsara Blues Experiment (1) Sandra Sá (1) Santa Y Su Gente (1) Santana (5) Sanvoisen (1) Savatage (1) Sax Gordon (1) Saxon (1) Scaramouche (1) Scorpions (1) Scott Matthew (1) Sebastiao Tapajos e Pedro dos Santos (1) Secos e Molhados (5) Segun Bucknor (1) Sensory System (1) Sergio Sampaio (1) Seven Impale (1) Sex Pistols (1) Shades of Dawn (1) Shakin' Stevens (1) Sham 69 (1) Shamall (1) Shane (1) Shaolin Soul (1) Shaw Lee (1) Shawn Lee's Ping Pong Orchestra (1) Shelly Manne (1) Sheryl Crow (1) Shingetsu (1) Shirley Scott (1) Shotgun (1) Shotgun Ltd (1) Shuggie Ottis (1) Sieges Even (1) Siena Root (1) Sigma (1) Sigmund Snopek III (1) Simple Minds (2) Sir Joe Quarterman (1) Skowa e a Máfia (1) Skylark (1) Slade (1) Slayer (1) Sleepwalker Sun (1) Smoke on the Water (1) Smooth Jazz (2) Snakegrinder (1) Snowy White (1) Sobrado 112 (1) Solar Project (1) Solaris (1) Solis (1) Solstice (1) Som Imaginário (2) Som Mutante (1) Sonny Lester (1) Sonny Stitt (1) Sonora Matancera (1) Sons of Anarchy (1) Soul (20) Soul Train (1) Soullive (1) Sounds Incorporated (1) Soundtracks (54) SP Metal (1) Space Circus (1) Spaghetti Westen Music (1) Spanish Grooves (1) Spettri (1) Spids Nøgenhat (1) Spriguns (1) Spyro Gyra (1) Stan Kenton (1) Standarte (1) Stanley Clarke (3) Stanley Jordan (2) Stanton Moore (1) Starlight Brigade (1) Steely Dan (1) Stephane Grapelli (3) Steve Hackett (2) Steve Howe (1) Steve Lukather (1) Steve Morse (3) Steve Ray Vaughan (1) Steve Vai (2) Steve Walsh (1) Steve Winwood (1) Steven Wilson (1) Stevie Wonder (2) Stewart Copeland (1) Sticky Fingers (1) Sting (2) Stomu Yamash'ta (1) Stormwitch (1) Stray Cats (1) Streetmark (1) Striptease (1) Substelar (1) Sum 41 (1) Super Spanish Combo (1) Supermax (1) Supertramp (1) Susana Baca (1) Sweet Pea Atkinson (1) Sweet Smoke (1) Syd Barret (1) Sylvan (1) Symphonic Slam (1) T. Rex (2) Tale Cue (1) Talking Heads (2) Tantra (2) Taproban (1) Tears for Fears (1) Teddy Phillips (1) Teliah (1) Temple of the Dog (1) Tempus Fugit (1) TEN (1) Ten Years After (2) Teresa James (1) Terje Rypdal (1) Terry Bozzio (2) Texas Harmonica Rumble (1) Thaizinho Costa (1) The 24 Carat Black (1) The 5.6.7.8's (1) The Ace-Tones (1) The Advancement (1) The Afghan Whigs (1) The Aquarians (1) The Atomic Bitchwax (1) The Avett Brothers (1) The Balboas (1) The Bambi Molesters (1) The Bamboos (1) The Bas Lexter Ensample (1) The Beatles (3) The Belmonts (1) The Black Crowes (1) The Black Hippies (1) The Black Keys (1) The Butts Band (1) The Clash (2) The Cordara Orchestra (1) The Cruel Sea (1) The Cult (1) The Cure (1) The Cyborgs (1) The D Project (1) The Dead Science (1) The Dear Hunter (1) The December People (1) The Dogs (1) The Doors (3) The Elders (1) The Fab Four (1) The Fabulous Thunderbirds (1) The Feeling of Love (1) The Four Aces (1) The Gaddabouts (1) The Gift (1) The Green Bullfrog Sessions (1) The Grits (1) The Hi-Fly Orchestra (1) The Hoochie Coochie Men (1) The Hues Corporation (1) The Jam (3) The Jazz Jousters (1) The JB's (4) The Keef Hartley Band (1) The Keyboard Circle (1) The Lachy Doley Group (1) The Light Year (1) The Mandrake Memorial (1) The Mighty Mellow (1) The Million Dollar Orchestra (1) The Mills Brothers (1) The Moody Blues (2) The Mothes of Invention (2) The Nice (2) The Nite-Liters (1) The O'Jays (1) The Pazant Brothers (1) The Pinapple Thief (1) The Plastic People of the Universe (1) The Police (1) The Pops (1) The Pot Songs (2) The Power Station (1) The Pyramidis Project (1) The Reasoning (1) The Rods (1) The Root Source (1) The Salsoul Orchestra (1) The Samurai Of Prog (1) The Smithereens (1) The Snakes (1) The Stooges (1) The Stranglers (1) The Style Council (3) The Sugarman Three (1) The Supremes (1) The SymphOnix (1) The Tangent (1) The Tony Williams Lifetime (1) The Tremolo Beer Gut (1) The Turtles (1) The Ventures (1) The Vibrators (1) The Vow (1) The Warp/The Weft (2) The Waterboys (1) The Who (5) The Winery Dogs (1) Thom Rotella (1) Tim Maia (4) Timelock (1) Tina Turner (1) Tisaris (1) TKO (1) Tó Neto (1) Tobruk (1) Todd Rundgren (1) Tom Jobim (2) Tom Waits (1) Tom Zé (1) Tommy Aldridge (1) Tommy Bolin (2) Tommy Iommi (1) Tomorrow's Gift (1) Tony Allen (1) Tony Bizarro (1) Tony Iommi (1) Tony Levin (1) Tony McPhee (2) Tony Patterson (1) Tony Tornado (1) Tony Williams (3) Tool (1) Toots Thielemans (1) Topas (1) Topos Uranos (1) Toshiaki Tsushima (1) Totonho e os Cabra (1) Touchstone (1) Tower of Power (1) Tragedy Divine (1) Train (2) Trans-Siberian Orchestra (1) Transatlantic (1) Traumhaus (1) Trespass (1) Trick Of Light (1) Trillium (1) Trio of Doom (1) Tritone (1) Triumph (2) Triumvirat (2) Tropicália (1) Trovante (1) Trust (1) Tuatara - Jazz Rock (1) Twisted Sister (1) Two Siberians (1) Tyrnaround (1) UFO (1) UFO Over Lappland (1) UK SUBS (1) Ultra (1) Ultranova (1) Unisonic (1) Unitopia (1) Universal Totem Orchestra (1) Uriah Heep (4) Us3 (1) Vagabond (1) Van der Graaf Generator (2) Van Halen (3) Vanden Plas (1) Vecchio (1) Vernisage (1) Versus X (1) Via Lumini (1) Vince Guaraldi Trio (1) Vinegar Joe (1) Vinícius de Moraes (1) Vinyl (HBO) (1) Visions of Atlantis (1) Vitor Lopes (1) Vodka Collins (1) Voivod (1) Volker Kriegel (1) Waltel Blanco (1) Walter Smetak (2) Wander Taffo (1) Wanderlea (1) Warhorse (3) Warlock (1) Weather Report (2) Whiplash (1) White Willow (1) Whitesnake (2) Who Cares (1) Will Sessions (1) William Onyeabor (2) Willie Bobo (1) Willowglass (1) Window (1) Wishbone Ash (1) Wolfgang Riechmann (1) Woodstock (2) Woodstock Discos (1) World Music (2) Wynder K. Frog (1) Wynton Marsalis (2) Xandria (1) XII Alfonso (1) Yamandu Costa (1) Year Long Disaster (1) Yellowjackets (2) Yes (6) Yesterday's Children (1) Yngwie Malmsteen (2) Yoshiko Goto (1) Yugen (1) Yuka & Chronoship (1) Zabriskie Point (1) Zappa Project Objects (6) Zarathustra (1) Zauber (1) Zé Rodrix (3) Zebrabeat (1) Zed (2) Zephyr (1) Ziggy Marley (1) Zombie Zombie (1) Zykes Cross (1) Zyma (1) ZZ Top (1)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...