sexta-feira, 6 de junho de 2014

Bob Dylan and his Gospel Years


Bob Dylan (nome artístico de Robert Allen Zimmerman; Duluth, 24 de maio de 1941), nasceu no estado de Minnesota, neto de imigrantes judeus russos, aos dez anos de idade Dylan escreveu seus primeiros poemas e, ainda adolescente, aprendeu piano e guitarra sozinho. Começou cantando em grupos de rock, imitando Little Richard e Buddy Holly, mas quando foi para a Universidade de Minnesota em 1959, voltou-se para a folk music, impressionado com a obra musical do lendário cantor folk Woody Guthrie, a quem foi visitar em Nova York em 1961. Em 2004, foi eleito pela renomada revista Rolling Stone o 7º maior cantor de todos os tempos e, pela mesma revista, o 2º melhor artista da música de todos os tempos, ficando atrás somente dos Beatles, e uma de suas principais canções, "Like a Rolling Stone", foi escolhida como a melhor de todos os tempos.1 Influenciou diretamente grandes nomes do rock americano e britânico dos anos de 1960 e 1970. Em 2012, Dylan foi condecorado com a Medalha Presidencial da Liberdade pelo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama.


Após seu divórcio em 1977, da esposa Sara Lownds, com quem era casado desde 1965, Dylan viveu uma grande crise pessoal, que refletiu-se em seu trabalho artístico. Depois de uma turnê mundial em 1978, em parte registrada no duplo ao vivo "At Budokan" (gravado no Japão), ele voltou-se para a música gospel, após converter-se ao cristianismo e filiar-se a uma igreja. Foi o período mais controverso e polêmico de sua carreira, principalmente por Dylan afastar-se de seu repertório clássico e investir em canções com temática cristã. Nesta nova fase, surpreendeu seus antigos fãs e se apróximou de músicos do segmento cristão, como Larry Norman , Chuck Girard e Keith Green, em cujo álbum "So You Wanna Go Back to Egypt" chega a gravar uma participação com sua harmônica. Mais importante do que isso, motivado por sua nova espiritualidade, Dylan gravou três álbuns: "Slow Train Coming" (1979) considerado o mais inspirado dos três, deu a Dylan um Grammy de melhor vocal masculino, pela canção "Gotta Serve Somebody". O segundo álbum, "Saved" (1980), teve uma recepção menos entusiasmada, embora na opinião de Kurt Loder da Rolling Stone este álbum fosse superior ao primeiro 48 . "Shot of Love" (1981) encerra a fase cristã de Dylan. A despeito da intolerância das críticas à época do seu lançamento, em 2003, o conteúdo das músicas de "Gotta Serve Somebody" foi depurado, revisitado e redimido por nomes como Shirley Caesar, Helen Baylor, Chicago Mass Choir e outros representantes da música afro-americana, em "The Gospel Songs of Bob Dylan", um CD que se desdobrou em indicação para o Grammy e em documentário (2006) sobre esta fase. O jornal International Herald Tribune declarava que a interpretação afro-americana levava a música de Dylan a um outro patamar. E é esta fase de Dylan que queremos sonorizar aqui no Valvulado...

Palhinhas:





Trilogia - Bob Dylan - Gospel phase (3 albuns)



Bob Dylan - 1979 - Slow Train Coming



Slow Train Coming é o décimo nono álbum de estúdio do cantor Bob Dylan, lançado a 20 de Agosto de 1979. O disco atingiu o nº 3 do Pop Albums. Com o single "Gotta Serve Somebody", Dylan ganhou um Grammy Awards na categoria "Best Rock Vocal Performance by a Male" em 1980.



Bob Dylan - 1980 Saved


Saved é o vigésimo álbum de estúdio do cantor Bob Dylan, lançado a 23 de Junho de 1980. O disco atingiu o nº 24 do Pop Albums.


Bob Dylan - 1981 - Shot of Love


Shot of Love é o vigésimo primeiro álbum de estúdio do cantor Bob Dylan, lançado a 10 de Agosto de 1981. O disco atingiu o nº 33 do Pop Albums. O vocalista dos U2, descreveu Shot of Love como um dos seus discos favoritos, devido à capacidade de canto do artista.


Trilogia - Bob Dylan - Gospel phase (3 albuns)


Um álbum fantástico, lançado em 1969 com The Brothers & Sisters, cantando músicas de Bob Dylan no mais clássico Church Gospel:

The Brothers & Sisters - Dylan's Gospel (1969)


In 1969, Lou Adler was one of the hottest producers and songwriters in Los Angeles, having worked with the Mamas and the Papas, Carole King, Sam Cooke, Johnny Rivers, the 5th Dimension, Spirit, and many others. Struck by the melodic influences of vintage gospel music in the songs of Bob Dylan, Adler was inspired to bring together some of the best session vocalists in California - nearly all of whom had a background in gospel - and make an album that cast some of Dylan's best-known songs in a brand new light. Dylan's Gospel, credited to the Brothers and Sisters of L.A., was the result, with Merry Clayton, Gloria Jones, Clydie King, Edna Wright, Patrice Holloway and many others bring heart, soul, and gospel fervor to tunes like "I Shall Be Released," "Chimes of Freedom," "My Back Pages," "Mr. Tambourine Man," and more. 

Tracks:
01. The Times They Are-A Changin'
02. I Shall Be Released
03. Lay Lady Lay
04. Mr. Tamburine Man
05. All Along The Watchtower
06. The Mighty Quinn
07. Chimes Of Freedom
08. I'll Be Your Baby Tonight
09. My Back Pages
10. Just Like A Woman

Mais Bob Dylan on Valvulado:

Bob Dylan - Biograph (1985) - 3 albuns



4 comentários:

  1. Ok, muito bom justamente os três discos q eu estava atrás.Sem falar nas 3 ótimas coletâneas. Dylan quem não gosta? Valeu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não gosto. Muitos não gostam. Sempre há os que não gostam.
      Cecílio

      Excluir
    2. Olha Cecílio,eu tenho tudo de Dylan.Quando adolescente,preferiía os Rolling Stones e o Led Zeppelin.Mas crescí e curti Dylan.Não diga isso em público.Pega mal.E como dizer que não gosta de um Porshe,ou Michelangelo...

      Excluir
    3. Olha Cecilio,não diga isso.Pega mal.E como dizer que não gosta de Feerari,Beethoven,Michelangelo,Tolstoi....

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...