quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Greg Lake & Geoff Downes


Uma parceria muito legal. Greg Lake dispensa qualquer apresentação, porém vale a pena fazer uma pequena apresentação de Geoff Downes...

Geoffrey Downes (Stockport, 25 de agosto de 1952) é um tecladista inglês de rock progressivo, melhor conhecido pela sua participação no Asia e rápida passagem no Yes em 1980. Em sua rápida passagem pelo YES, ele contribuiu para o ábum DRAMA. Posteriormente, Downes reuniu-se com Steve Howe (de Yes), Carl Palmer (de Emerson, Lake & Palmer) e John Wetton (de King Crimson) para formar o Asia em 1981. A banda teve sucesso imediato com o lançamento do álbum de estréia auto intitulado em 1982, e formou a base para a carreira de Downes desde então, além de lhe render o Guiness como tecladista com a maior quantidade de teclados em um palco . Por vários anos ele foi o único membro fundador remanescente da banda. Recentemente, Downes reuniu-se com Wetton em projetos paralelos até que a formação original do Asia retornou em 2006, assim permanecendo até o presente visto que nunca anunciaram o fim da banda.  Downes também gravou vários álbuns solo e colaborou com outros artistas, incluindo Trapeze em 1991 para uma turnê e uma breve aparição no álbum Sat in Your Lap de Kate Bush. Retornou para o grupo Yes em 2011.








“Ride the Tiger” contains six songs which the duo wrote together - one went on to became an ASIA song and two became ELP songs. Four of these tracks had been released on compilations before, but this is the FIRST TIME they have been collected together with TWO PREVIOUSLY UNRELEASED tracks PLUS one alternate mix.

“To be honest I thought that these recordings had simply disappeared off the radar until one of my management team, Daniel Earnshaw, reminded me of their existence. My initial reaction was not entirely positive as I generally view many of these re-releases to be a bit tiresome, however, upon hearing these recordings again I immediately identified their value, both in terms of song writing and of musicianship and production. Geoff, of course, is a masterful musician with an instinctive ability to maximise the potential of any song both as a player and as an arranger. His contribution to these recordings is clear for all to see and for me it was a real pleasure to reflect upon our friendship together both personally and as musicians.” - Greg Lake

“One of the privileges of my career has been the opportunity to embrace a number of bespoke projects with some of the world’s greatest musicians. Greg Lake, of course was at the forefront of the progressive revolution, lead vocalist and bassist with both King Crimson and ELP, bands which literally changed the world, pushing boundaries of excellence and creativity, creating a brand new musical genre from London which would soon captivate the planet. This collection of songs represents a particularly creative period in my life.  I’m delighted that Greg and I have rekindled our friendship, and worked together again in order to share this collection with you.” – Geoff Downes

http://www.progarchives.com/forum/forum_posts.asp?TID=105025

Mais uma contribuição de C A R L O S!!!!
Valeu!

8 comentários:

  1. Grande Javs!
    Vou te falar, na boa, curto beeeem pouco o sr. Downes aí. O último show do Yes que eu vi era ele o tecladista + Jon Davison, Howe, Squire e White. Foi a turnê que eles tocaram na íntegra Close To The Edge, Yes Album e Going For The One. Fui ao show meio que preparado pra me decepcionar com o Davison, mas esse acabou me surpreendendo (exceto pela total falta de carisma e fraca presença de palco), cantando muito; a maior decepção foi por conta do Geoff Downes, ele simplesmente destruiu (no pior sentido, plís!) Close To The Edge, que foi logo a primeira do show, daí pra frente só foi apertando a saudade de Wakeman e Kaye ou qualquer outro tecladista que já passou por ali. Foi uma das coisas mais comentadas no final do show a má performance dele.
    Sem contar que eu detesto o Asia... rsrsrsrs
    Já o Greg Lake, bem, o cara tem uma voz tão maravilhosa que até Atirei o Pau no Gato deve ficar linda com ele cantando... rsrsrsrs
    Vou baixar esse disco pra ver/ouvir qualé a da parada, mas vou com a expectativa bem baixa...
    De qualquer maneira, valeu!
    Abração!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Maddy Lee. O Downes sempre causou polêmica. Muitos acham que não têm gabarito para tocar com YES... E concordo como que vc disse. Só não concordo com o ASIA. Não é o melhor som do mundo, mas é bom. este álbum é bonzinho, e vido do greg lake, temos que dar uma conferida, só por obrigação.
      Um abraço e obrigado pelo comment.

      Excluir
  2. Maddy Lee, sou um dos colaboradores do Valvulado e apareço quando tenho internet. Concordo com você. São estilos diferentes, e o do Geoff é bem quadradinho, compassado. É um tecladista de orquestra, seguro mas sem aquele brilho de quem ocupa a cadeira do Wakeman, ou mesmo do Keith Emerson. A música Ride the Tiger tem um teclado bacana, que gostei... Contudo, em época de lançamentos fracos, este disco é bom (para médio) e vale a audição. (ops, correção... adorei os últimos lançamentos de Gilmour, Iron Maiden, Keith Richards - só dinossauros). Um abraço e se não disse antes, gostei do Plano Z ter voltado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, Gringo. Saiu da mata e tá fazendo post, comentando... Um abraço

      Excluir
  3. Nenhum tecladista substitui, ou mesmo, se faz passar por Rick Wakeman & Keith Emerson. Qualquer um que tocar a música deles será criticado. Gostei de Geoff Downes em Drama do YES, mas é só. Desculpe-me, Java, mas achei o disco ruim (nota 3). Só a Ride the Tiger se salva, mas não vai para o IPOD.
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. valeu Anonimo pela opinião. O que vai em seu Ipod

      Excluir
  4. Java e Carlos, obrigado pelo álbum.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...