quarta-feira, 24 de abril de 2013

Marco Antonio Araújo



Músico brasileiro nascido em 28 de agosto de 1949 na cidade de Belo Horizonte e falecido a 7 de janeiro de 1986 vitimado por um aneurisma cerebral, um dia antes de receber um prêmio de "Melhor Instrumentista do Ano de 1985" oferecido pela Revista Veja. Marco Antônio Araújo foi um dos maiores compositores mineiros e pioneiro da música instrumental no Brasil. Lançou quatro Lps de grande sucesso. Sua obra serviu de referência para muitos artistas mineiros por sua originalidade criativa e seu profissionalismo. Fato inédito nos anos 70 e 80.

 "Passei dois anos vivendo como tiete de grupos como Pink Floyd, Led Zeppelin e Deep Purple; assisti a chegada dos novos como Genesis e Supertramp. A fascinação durou até esgotar o ciclo, quando comecei a não me satisfazer mais apenas olhando e ouvindo. Quando cai na realidade e senti vontade de tocar, me senti fora de casa e resolvi voltar para o Brasil"

O som de Marco Antonio Araújo reflete diretamente suas "influências" musicais. Em sua formação musical, presenciou o início das melhores bandas de Rock Progressivo e viveu este momento. Fez parte da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais. Estudou violão clássico e violoncelo. Compôs trilhas sonoras para peças de teatro e balé...Entre 1978 e 1979, com um grupo de músicos formado por Carlos Bosticco (flauta), Hannah Goodwin (violoncelo), seu irmão Alexandre Araújo (guitarra), Gregory Olson (contrabaixo), Benoir Clerk (trompa) e Sergio Matos (percussão), apresentou os shows Fantasia e Devaneios. Nesta época homenageou John Lennon num show batizado de John Lennon Remember que contou com a participação da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais e do Corpo de Baile da Fundação Clóvis Salgado, além de um grande coral. Com o passar do tempo, várias mudanças ocorreram na formação e o som do grupo possou adotar uma linguagem mais ampla ao mesclar novos estilos musicais, seguindo uma linha mais progressiva. Com a banda agora formada por Alexandre Araújo (guitarra), Ivan Correia (baixo), Mário Castelo (bateria), Eduardo Delgado (flauta), Antônio Viola (violoncelo), Max Magalhães (piano) e Lincoln Cheib (bateria), Marco Antônio Araújo começou a realizar shows e, finalmente, gravar álbuns. Seu primeiro trabalho foi o disco “Influências”, lançado em 1980, que mesclava com muita excelência a música popular com a linguagem erudita. O LP foi um sucesso de crítica e público, tanto que, a partir daí, a banda realizou 74 shows, se apresentando até em refeitórios de fábricas na hora do almoço. Mas ainda era pouco para Marco Antônio. Lançou mais três discos e tenho a honra de presenteá-los aqui no Valvulado.
Texto adaptado de ( http://marcoantonioaraujo.blogspot.com.br/ ).

Uma palhinha para quem não conhece: ( http://youtu.be/sGQGE5FtFbY )

Segue sua discografia:



Seu primeiro LP independente lançado por sua própria gravadora, a STRAWBERRY FIELDS, que segundo o músico: "seria um filtro das coisas que me emocionam e para filtrar estas emoções, as pessoas têm que vivê-las plenamente".


Lado A
1. Panorâmica (Marco Antônio Araújo)
2. Influências (Marco Antônio Araújo)
3. Bailado (Marco Antônio Araújo)
Lado B
1. Abertura N.2 (Marco Antônio Araújo)
2. Cantares (Marco Antônio Araújo)
3. Folk Song
4. Entr Act I & II (Marco Antônio Araújo)
5. Floydiana II (Marco Antônio Araújo)ng (Marco Antônio Araújo)




Seu segundo LP: apesar de bem recebido pela crítica, ainda não satisfez o compositor: "estou investindo tudo em Minas, mas agora é preciso ir a São Paulo e Rio de Janeiro. Não posso ficar parado aqui. É preciso mostrar o meu trabalho para o Brasil", dizia.


Lado A
1. Floydiana (Oiliam Lana e Max)
2. Alegria (Marco Antônio Araújo)
Lado B
1. Quando a sorte te solta um cisne na noite (Marco Antônio Araújo, Oillan e Max)
2 . Pop Music (Marco Antônio Araújo)

Em CD, foram incluídas as seguintes faixas:
5. Adágio (Marco Antônio Araújo)
6. Ilustrações (Marco Antônio Araújo)
7. Cavaleiro – trilha Balé Cantares (Marco Antônio Araújo)
8. Sonata para cello e violão (Marco Antônio Araújo)




Seu terceiro LP foi dedicado "in memorian" a sua professora Esther Scliar, e trazendo na capa uma gravura do artista plástico Carlos Scliar, foi seu disco mais elaborado, premiando o lado mais erudito de sua formação musical. O disco não teve a participação do grupo MANTRA e contou com os celistas JAQUES MORELEMBAUN e MÁRCIO MALLARD, e o flautista PAULO GUIMARÃES, formando um quarteto de câmara.

Faixas:
01. Abertura I
02. Abertura II
03. Cantares II
04. Fantasias Nº 2
05. Fantasias Nº 1






Homenagem ao seu segundo filho, a obra conta com uma homenagem ao guitarrista Jimmy Page.

Lado A
1. Lembranças (Marco Antônio Araújo)
Lado B
1. Caipira (Marco Antônio Araújo)
2 . Lucas (Marco Antônio Araújo e Nando Carneiro)
3 . Para Jimmy Page (Marco Antônio Araújo)
Em CD, trazia as seguintes faixas extras:
5. Brincadeira (Marco Antônio Araújo)
6. Cavaleiro (Marco Antônio Araújo)
7. 3rd Gymnopédie (Marco Antônio Araújo)






E para finalizar esta homenagem, um álbum ao vivo, que nunca havia ouvido falar. Descobri no Som Mutante, no baú de colaboradores do Dr. Dead. Uma obra prima. E o mais interessante, é que estive com alguns bons amigos neste show e foi aí que descobri este excelente músico.
_______________________________________________
Este álbum do MASP pertence ao Ricardo, e ele é o grande responsável por esta raridade... "Só um detalhe: Este álbum Ao Vivo no MASP não foi lançado oficialmente. Peço um desconto pela desproporcional qualidade das capas deste álbum. Foi uma improvisação minha, mas o álbum é excelente, rs."  
A capa está excelente e, Ricardo, você prestou um serviço de utilidade pública. Muito obrigado.
_______________________________________________

Marco Antonio Araújo foi um grande músico brasileiro. Deixou quatro pérolas que devem ser divulgadas de tempos em tempos, para reverenciar e agradecer a grande contribuição deste músico, que nos deixou tão cedo, no auge de sua genialidade musical.

Visite também o post ( http://sommutante.blogspot.com.br/search/label/Marco%20Antonio%20Ara%C3%BAjo )

Terminando do jeito do Dead.... ENJOY!!!!!



8 comentários:

  1. Fala Gringo! Este álbum Ao Vivo foi um presente que recebi de um grande amigo. Os desabafos de MAA entre uma música e outra, resumem as dificuldades que os artistas ainda vem enfrentando para divulgar trabalhos, digamos... diferentes do que se ouve através da radiodifusão.
    Só um detalhe: Este álbum Ao Vivo no MASP não foi lançado oficialmente. Peço um desconto pela desproporcional qualidade das capas deste álbum. Foi uma improvisação minha, mas o álbum é excelente, rs.
    Parabéns pela postagem. MAA deixou um legado que merece ser divulgado e para sempre lembrado. Assim como nós, ele era um fã dos dinossauros setentões, mas estudou e com muita dedicação, conseguiu criar algo totalmente diferente e que leva somente a sua assinatura. Os Blogs são um antídoto para o que nos obrigam a ouvir e são a prova de que existem alternativas, embora desconhecidas para a maioria do público. Existem obras primas e verdadeiros tesouros escondidos, que por pura falta de divulgação, permanecem pouco conhecidos.
    Abraços a todos!

    ResponderExcluir
  2. E aí, Ricardo. Cara, valeu demais por esta generosa contribuição. Fiquei emocionado quando vi este post do Som Mutante. Eu, o Valvulado, o Javanes e outros camaradas assistimos a esta apresentação no MASP. Compramos os vinis, que eram independentes e vendidos na saída do show.
    Valeu mesmo... O MAA do MASP de ontem para hoje, já teve 32 downloadas, fora os que já rolaram no Dead.
    Abs

    ResponderExcluir
  3. E já imaginou aonde isso vai parar? Os Blogs estão cada vez mais enriquecidos de conhecimento gratuitamente distribuído. Neste ambiente, não há interesse além da pura realização de compartilhar experiências, sentimentos e bons exemplos. O trabalho de divulgação tem sido de altíssimo nível e com respeito ao artista. Embora eu não tenha perfil para segurar a barra que é manter um Blog, no mínimo, fico feliz quando posso retribuir.
    Olha a dimensão que está tomando o Valvulado, Buteco, Som Mutante e tantos outros Blogs parceiros não menos importantes. Parabéns a todos e força no leme.

    ResponderExcluir
  4. Richard,,,,,,,,,,,,,,,,,,Não vá embora!!!!!!!!!!!! Volta!!!!!!!!!!!!......Foi só um pouco de álcool!!!!

    Ancient

    ResponderExcluir
  5. Estou acabando de ouvir o novo CD do Purple.....Faz um ano que estão falando do CD do Sabbath que será lançado este ano...Com tudo o que sabemos de música, como é que fomos surpreendidos pelo Valvulado com esse novo trabalho do Deep Purple???..O Richard que vive dando dicas, passando links deixou passar essa!!!!!!!!!!!

    Tem alguma coisa errado com agente, com a mídia ou com o próprio Deep Purple....

    Isso cabe uma análise mais profunda...Mas acho que essa bola fica para vocês que são proprietários destes butecos virtuais!!!

    A hora que um se habilitar eu continuo....

    The Ancient

    ResponderExcluir
  6. Oi, Carlos. Cara, eu que mandei o link do CD para meus brothers do Valvulado. Achei este CD muito bom, e o Gillan está bem, embora tenha alguns trabalhos de mixagens. Espero que tenha gostado. Abs

    ResponderExcluir
  7. Que legal ainda encontrar blogs assim que compartilhem esse material quase impossível de se encontrar. Que continue assim!

    ResponderExcluir
  8. Beleza, Marcos Aurelio. Obrigado pela visita.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...