sábado, 25 de maio de 2013

Who is Ginger Baker?



Peter Edward "Ginger" Baker (born 19 August 1939 in Lewisham, South London) is an English drummer who played with Cream and Blind Faith. He is also known for his numerous associations with World music, mainly the use of African influences. He has also had other collaborations such as with Gary Moore, Hawkwind and Public Image Ltd.


Baker's drumming attracted attention for its flamboyance, showmanship and his use of two bass drums instead of the conventional single bass kick drum (following a similar set-up used by Louie Bellson during his days with Duke Ellington). Although a firmly established rock drummer and praised as "Rock's first superstar drummer", he prefers being called a jazz drummer. Baker's influence has extended to drummers of both genres, including Billy Cobham, Peter Criss, Bill Ward, Ian Paice, Nick Mason, and John Bonham. AllMusic has described him as "the most influential percussionist of the 1960s" and stated that "virtually every drummer of every heavy metal band that has followed since that time has sought to emulate some aspect of Baker's playing." 
While at times performing in a similar way to Keith Moon from The Who, Baker also employs a more restrained style influenced by the British jazz groups he heard during the late 1950s and early 1960s. In his early days as a drummer, he performed lengthy drum solos, the best known being the five-minute drum solo "Toad" from Cream's debut album Fresh Cream (1966). He is also noted for using a variety of other percussion instruments and for his application of African rhythms. He would often emphasize the flam, a drum rudiment in which both sticks attack the drumhead at almost the same time, giving a heavy thunderous sound.

We selected 4 albuns to give a brief summary of the glorius carrier of Mr. Ginger Baker. Hope you enjoy.






BBC Sessions by Cream was released May 25, 2003 on Polydor Records. It contains 22 tracks and 4 interviews recorded live at the BBC studios in London. Between October 21, 1966 and January 9, 1968, Cream recorded eight sessions for the BBC radio network, selected highlights from seven of which are featured in chronological order on this collection. Only the versions of "Steppin' Out" and "Lawdy Mama" had been previously released, although both were released on Eric Clapton's solo Crossroads box set, not by the band itself. BBC Sessions was later included as the third disc in the "limited edition box set" release of Cream's 2005 compilation album I Feel Free - Ultimate Cream.





Live! is an album recorded in 1971 by Fela Kuti's band Africa 70, with the addition of former Cream drummer Ginger Baker on two songs. It was released in 1971 by EMI in Africa and Europe and by Capitol/EMI in the United States and Canada. It was reissued on CD by Celluloid in 1987 and was reissued on CD in remastered form by Barclay with a bonus track from 1978. Baker with Kuti travelled into Africa in a Land Rover to learn about the continent's rhythms. The bonus track on the Barclay CD reissue features a 16-minute drum duet between Baker and Africa 1970s drummer Tony Allen recorded at the 1978 Berlin Jazz Festival.





Stratavarious is an album by Ginger Baker,the drummer from Cream, released by Polydor in 1972. Baker had many associations with an eclectic mix of musicians brought together under numerous band titles bearing his surname. Stratavarious is the only album which was released under the name of Ginger Baker without other associated names. The lineup on Stratavarious includes Bobby Tench, vocalist and guitarist from The Jeff Beck Group, who plays guitar under the pseudonym Bobby Gass and the Nigerian pioneer of Afrobeat, Fela Ransome-Kuti who appeared at concerts with Baker at this time. The album was re-issued in 1998 on Polygram in the UK, Atco in USA, and RSO in Japan, under the title of Do What You Like, along with tracks from Ginger Baker's Air Force and Live! (Fela Kuti album).






Baker's latest record, Falling Off The Roof, is another vivid chapter in his ongoing self-reinvention. Once again backed by Bill Frisell on guitar and Charlie Haden on bass, Ginger propels the groove through a rocking/swinging melange of originals and standards that are indelibly memorable. An unselfish bandleader who gives plenty of room to his mates, Baker nonetheless looms over the proceedings with a Blakey-like persona-subtly throwing vibes by strategic drum rolls and bombs, brushing up billows of wind, shifting time and space, rocking out. Highlights-that's tough, but the gothic blues of Frisell's "Skeleton," Baker's 4-on-the-floor "Vinco Vecchio" and the bluegrassified Frisell/Béla Fleck (banjo) plecturings on Haden's "Taney County" are keepers. So is Falling Off The Roof.



Mr. Ginger Baker's skills and talent were documented and captured in two major works:

1 - Baker's autobiography Hellraiser was published in 2009.


2 - In 2012 the documentary film Beware Of Mr. Baker of Ginger Baker's life by Jay Bulger had its world premiere at South By Southwest in Austin, Texas where it won the grand jury award for best documentary feature. The film was nominated for the Grierson Award at the 2012 British Film Institute Awards.

File:Movie Poster of "Beware Of Mr. Baker".jpg

Trailer: (  http://youtu.be/wqrigN8jxj8  )


More GINGER BAKER on Valvulado:





Dedicado ao Dead - Som Mutante

16 comentários:

  1. Hoje não mas irei comentar algo sobre ele e não é que estou esperando alguém falar qqr coisa, é que vou fazer com calma o que quero da maneira que quero, por enquanto só posso dizer obrigado.
    Enjoy!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Javanes, ficou muito caprichado seu post, bem rico em informação, vou procurar esse documentário na 2001, quem sabe até tem... Adicionei todos os discos dessa seleção GB ao meu playlist e o que mais me surpreendeu foi esse Live! com o Ransome-Kuti que eu nem sabia quem era. Gente nova entrando no meu universo! Obrigada. :)

    ResponderExcluir
  3. Lucy, obrigado pelo feedback. Tenho mais alguns álbuns do Fela, mas são um pouco diferentes. Um grande abraço e compareça sempre.

    Java

    ResponderExcluir
  4. Pra quem não sabe, eu praticamente conheci o Dead, através de um coment, que ele fez no Ondas na Net, destacando uma declaração de Jack Bruce, onde ele dizia que o Cream era maior que o Zep....Naquele momento encontrei um irmãozinho caçula que desde muitos anos chutava minha bunda e eu a dele!!!!!!!!!

    Começamos ali, tal qual uma dupla caipira um duelo entre Zep e Cream, e que depois passou ( por provocação minha entre Cream e Rush).

    O volume de informação despejado na rede, por conta destas “discussões” foi absurdo....Primeiro porque o Dead é um historiador, segundo porque a margem de contribuição dos navegantes com informações adicionais, links, proporcionaram uma verdadeira homenagem à estas duas grandes bandas de estilos e histórias completamente distintas.

    É assim que fazemos despertar o interesse de quem acompanha esses blogs, passando não apenas um disco para baixar, mas toda história e riqueza de detalhes que cercam a banda.
    Privilégio este que não tínhamos nos dramáticos anos 70.

    Graças à essas discussões envolvendo o Cream, este blog fez duas belíssimas homenagens à altura da história destas bandas! Proporcionando também aos mais jovens carentes de informação, duas fontes absolutamente seguras e isentas de qualquer tipo de influência ou predileção externa.

    Parabéns ao Valvulado e a Você Javanes
    The Ancient

    ResponderExcluir
  5. Caro Anc, suas palavras me deixam lisonjeado. A música é o pano de fundo, e o boteco é uma inspiração. Sou um colecionador, desde a época do vinil e fitas K7. Mas meu prazer sempre foi divulgar. O que adianta ter 15.000 álbuns se não posso divulgá-los? Estes blogs deram sentido a tudo isso, trazendo contexto... Aceite minhas fitas TDK Chromo e ouça estes sons aí. Isto me arremete a minha adolescência. Obrigado pela inspiração.

    ResponderExcluir
  6. O Cream, realmente nunca foi a minha "praia" e o pouco que sei sobre a banda e especificamente sobre "Ginger Baker", tenho aprendido por conta dos diversos comentários feitos em outros blogs, uma resenha bem recente lá "Som Mutante" de um "Lobo" desmiolado e agora, especificamente aqui no "Valvulado", onde para começar a educar o ouvido aqui do velhinho, fiz o download do álbum "Stratovarious" (gostei do título) para pegar gosto pelo estilo musical.....

    Parabéns a toda "Tropa de Elite" do VALVULADO por mais esta demonstração de amor e respeito à música, registrada nesta brilhante e esclarecedora resenha......

    Abraços,

    Gustavo

    ResponderExcluir
  7. Ré,ré,ré a Lucy qdo quer esnoba mesmo, sempre acompanhou meu blog e postei faz um tempo o Fela cm o Giger pela minha paixão pelo trabalho, mas que bom que depois de uns anos ela reconheceu um trabalho bom por aqui que tb é minha casa.
    Só não entendo essa coisa de boa moça com alguns e madrasta má com outros, mas cada um com seu cada um , eu que não falo mais nada,a vida prossegue principalmente a minha e quem quiser fazer parte que faça quem não quiser adeus.
    Anc assim que der respondo, postei no chat do SM que um furacão me tirou fora do ar e nem sei qdo volto, mas assim que voltar aviso.
    A todos abs.
    Lucy juro que tento te entender, mas pelo jeito vc não quer né? então deixa quieto fica em pax sempre.
    Enjoy!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem razão, você postou em 2011, tô vendo agora, mas não vi na ocasião. Quem dera eu pudesse acompanhar todos os blogs que sigo diariamente. Tem fases de acompanhar mais de perto e outras que não dá muito tempo.
      Agora sobre boa moça e madastra má, não se pode agradar a todos o tempo todo. Alguns contatos virtuais evoluem e viram amizades, outros não, normal.

      Excluir
  8. http://sommutante.blogspot.com.br/2011/03/fela-ransome-kuti-and-africa-70-with.html tá aqui querida Lucy.
    Enjoy!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bom você postar o link aqui porque seu review é diferente do post do Javanes e dois é melhor que um -- saiu meio "guloso" da minha parte eu falar assim?... Oi! rs

      Aaaaaaaaaand! Como seu post é mais antigo e o link sossobrou com o Mega, o Javanes te ajuda com um re-up fresquinho e você pode atualizar o link pra galera lá no SM.
      Team work at its best! :)

      Nesse caso é team work com sobremesa, né, já que veio com homage pra você e tudo... rs

      Excluir
  9. e o livro do Ian ? onde se pode "enjoyar" ? tks.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, boa pergunta, eu também fiquei querendo!
      Mas não achei genérico...
      E não saiu no Brasil -- óbvio. Só no original in english.

      No papel, só importado -- e mais caro se você for comprar aqui, talvez tenha na Cultura...

      Mas a Amazon brazuca tem o e-book pela bagatela de R$ 3,45. :)

      O Kindle pode ser caro e um absurdo se comparado ao preço em outros países, mas ele "se paga" rápido com um monte de livros que custariam na faixa de R$ 50,00 e o e-book sai por menos de R$ 5,00.

      Tô na iminência de comprar o meu (tava esperando o Paperwhite) e me desapegar do papel.

      Só pra você ter uma ideia, o mesmo e-book pro Kobo (e-reader da Cultura) tá saindo 3x mais caro.

      Desculpa se você tava esperando enjoyar um genérico, mas... Fica a dica pra quem quiser investir no original. :)

      Excluir
    2. Ai, céus...
      Cara, tô tão com o sono tão ZOADO que nem vi que você perguntou do livro do Ian, e eu falei da autobiografia do Ginger!
      Ahhhhhhhhhhhh...
      Mas, ei, tá fácil no Google... :)

      Excluir
  10. Fala Dead... Acho que tenho quase todos seus posts baixados. Menos o Carl Palmer - Works. De tempos em tempos faço um repost, mas são tantos que alguns perdi a origem.

    Lucy, valeu pelo livro. Sua participação enriquece qualquer blog. ( E não é cantada).

    Um grande abraço do Java

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode ler minha resposta pro Anônimo aí em cima... rs
      Ele perguntou uma coisa e eu respondi outra! Mas que bom que valeu o adendo pra você. :)

      Cantada na internê. Sério? Tem isso? rs
      Eu sei, né? Magina, fica à vontade, mas tenha à mão um extintor de incêndio. Assim... É bom, né? Just in case?... ;)

      Cara, R$ 3,45 não me compra nem um pacote de jujuba! Grudei o nariz no monitor pra ver se eu não tava alucinando de sono... rs

      Boa noite! :)

      Excluir
  11. Javanes não quis dizer que por haver postado antes era o dono da bagaça, tanto que se vc voltar no post vai ver que roubei do Pirata que sempre trocamos muit coisa. Disse pra D Lucy que aqui achou legal e lá passou batido? Aí ela foi lá e ainda me deu uma cutucada, mas fazer o que se o amor é assim mesmo, e tô nem aí pra extintor de incêndio nem nada, que venha com fogo e tudo, e Java isso foi uma cantada nela sim como sempre façoe ponto, gostou gostou num gostou eu continuo prq o amor que tenho por ela é maior.
    Muitos me deixaram garotos, mas a Lucy sempre foi uma amiga fiel das horas difíceis e sei ser grato, e sempre uso a história do leão com espinho na pata na época cristã, e que um passante retirou o espinho prq o leão atacava a todos e iria ser morto, mas o doido foi ver o que era e tinha um espinho atravessado na pata que depois de reitrado o leão se foi. Só que tempos depois o passante , um cristão foi jogado no coliseu e qdo os leões saíram babando o lider era justo aquele que ele havia curado e acabou entrando na frente e o protegendo do bando e ele teve de ser liberto junto com o leão.
    Assim é a gratidão e deveria ser uma regra, qtos espinhos a lucy já tirou da minha pata? Ng sabe né?
    Enjoy!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...