segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Miles Davis, John Coltrane and the Jazz


Uma grande parceria do Jazz, Coltrane & Davis, registrada em alguns álbuns. Ambos fazem parte da história do Jazz. Esta maravilhosa parceira se iniciou no Miles Davis Quintet, formado em 1955, com  John Coltrane (saxofone tenor), Red Garland (piano), Paul Chambers (contrabaixo), Philly Joe Jones (bateria) e Miles Davis (trompete). Embora à data da sua formação a maioria dos seus membros fossem desconhecidos, para o público em geral, aqueles tornaram-se nomes importantes no mundo do jazz. Embora a vida atribulada de Miles Davis tenha levado a várias formações do Quinteto, grandes parcerias foram formadas e Paul Chambers, John Coltrane, e Cannonball Adderley continuaram a gravar juntos produzindo um das grandes maravilhas do Jazz, Kind of Blue, gravado em 1959.


Vamos então, colocar um som para tocar:




So What
Fran-Dance
All Blues / The Theme
On Green Dolphin Street
Walkin' / The Theme

Bass – Paul Chambers
Drums – Jimmy Cobb
Piano – Wynton Kelly
Tenor Saxophone – John Coltrane
Trumpet – Miles Davis





A história de John Coltrane no Jazz, se inicia com um telefonema de Miles Davis, em 1955, convidando-o para se juntar a um grupo que Miles estava formando, o Miles Davis Quintet. Também devido a problemas com drogas (heroína), Coltrane sai do grupo, e forma sua banda.  Em 15 de dezembro de 1957, Coltrane lançou o álbum Blue Train. O álbum contava com o trompetista Lee Morgan, o trombonista Curtis Feller, o pianista Kenny Drew, além de outros dois músicos vindos do quinteto de Miles Davis, o baixista Paul Chambers e o baterista "Philly" Joe Jones. O álbum foi lançado com composições inteiramente de sua autoria (com exceção de "I'm Old Fashioned", um standard de Jerome Kern e Johnny Mercer). Durante uma entrevista em 1960, Coltrane o descreveu como seu álbum favorito ("este ou Soultrane").




Peter's Gift



Em março e abril de 1959, Coltrane grava com o grupo de Miles Davis o álbum Kind of Blue, lançado em 17 de agosto de 1959. O álbum todo foi composto baseado em escalas modais, em que cada integrante recebia um grupo de escalas que definiam os parâmetros da improvisação. O modo de apresentação entrou em contraste com o estilo de composição do jazz tradicional, que se baseava em partituras completas, com progressões de acordes ou séries harmônicas. Kind of Blue é considerado como um dos álbuns mais influentes do jazz, alcançando um elevado número de vendas.



Peter's Gift




_______________________________________

Coltrane faleceu em decorrência de câncer do fígado no Hospital Huntington em Long Island - Nova Iorque, em 17 de julho de 1967 com 40 anos de idade. Numa entrevista em 1968, o saxofonista Albert Ayler revelou que Coltrane estava consultando um curandeiro hindu para se tratar, ao invés de usar a medicina ocidental, fato negado mais tarde por Alice Coltrane. Em ambos os casos, no entanto, o tratamento convencional seria inútil. Especula-se que a família de Coltrane esteja de posse de diversas peças inéditas do músico. A maioria seriam fitas em mono, de referências que o saxofonista teria feito, como o lançamento em 1995 de Stellar Regions, além de master tapes que nunca saíram do estúdio. O selo Impulse!, de 1965 a 1979 conhecido como ABC Records, lançou grande parte desse material na década de 70.9 O biógrafo Lewis Porter declarou que Alice Coltrane (que faleceu em 2007) pretendia lançar essas músicas mas, o seu filho Ravi Coltrane, responsável por rever o material, pretendia dar mais prioridade à sua carreira, pelo que (ainda) não foram lançadas. Foi sepultado em Pinelawn Memorial Park, Condado de Suffolk, Nova Iorque no Estados Unidos

John Coltrane

Este post teve a parceria de Peter Hammil...

2 comentários:

  1. GRAAAAAAAANDE POSTAGEM BREU!!

    Parabéns pela composição gráfica e pelo conteúdo muito bem redigido enfocando
    estes 2 semi-deuses.....aqui SIM a palavra GÊNIOS podem e devem ser usadas sem
    medo de errar.

    Concordo quando dizemque o álbum KIND OF BLUE é o melhor disco de jazz já lançado...
    E tenho plena convicção que BLUE TRAIN do 'Trane é sua obra maior....
    Poderia escrever milhares de linhas a respeito destes mestres, mas vc já disse tudo e muito bem!

    Enquanto isto, o "grande público" brasileiro, analfabeto musical se "diverte" com rítmos e músicas que não valem a pena divulgar aqui para não macular esta apresentação sensacional.

    Os discos por mim indicados, KIND OF BLUE e BLUE TRAIN foram ripados DIRETAMENTE de SACD's, isto é, Super Audio CD e a qualidade é soberba!!!

    Bom diveertimento a todos....

    Peter Hammill - SP

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala aí, Peter... Continue mandando estas pérolas.
      Breu, mandou bem. Valeu

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...