segunda-feira, 6 de julho de 2015

Anjo Gabriel - Pernambuco Psychedelic Prog


É muito bom descobrir um som novo. Entre tantas coisas que aparecem para escutarmos, às vezes, um som nos chama atenção. E é este o caso do Anjo Gabriel... Uma guitarra distortion, um teclado afinadíssimo, com bateras e baixo mais pesados. Uma sonzeira boa demais... 


"Anjo Gabriel é Psicodélico e Progressivo. Com ecos da cena udigrudi dos anos 60 e 70”. Para complementar a equação adicione o Kraut Rock alemão produzido nos anos 70 e todo ácido que é possível diluir em sons incrivelmente caóticos, que se entrecruzam e soam como aglomerados de galáxias agonizantes perdidas em corredores extremamente fluidos do tempo e espaço, proporcionando assim uma intensa viagem ao surrealismo Rock’n’Roll.
A formação atual conta com CH Malves (Bateria), André Sette (Teclados, Theremin, Flauta e Voz), Cristiano Ras (Guitarra e Voz) e Marco da Lata (Baixo e Voz). 


Banda instrumental recifense formada em 2005, que faz parte de uma tendência de grupos contemporâneos que cultuam o neopsicodelismo ou neo-hippismo. As influências da banda vão de Devendra Banhart à psicodelia do udigrudi pernambucano dos anos 1970, principalmente o som do disco Paêbiru – O Caminho da Montanha do Sol (1975), de Lula Côrtes e Zé Ramalho. Com dois LPs lançados e relativo pouco tempo de carreira, a banda já se apresentou em várias partes do Brasil e em alguns dos principais festivais do País, como Abril Pro Rock (PE) e Psicodália (SC).

FORMAÇÃO
André Sette (sintetizadores, theremin, harmônium e voz), Cris Rás (guitarra e voz), Marco da Lata (baixo e voz) e CH Malves (bateria, percussão e voz)




Vale a pena dar uma conferida...






... O trabalho é uma trilha alternativa para o filme homônimo do cineasta norte-americano Kenneth Anger, película essa que contou com a participação ativa de Jimmy Page (como você sabe, a cabeça do Led Zeppelin) na produção executiva e também na composição de sua trilha sonora original. Porém, devido a desentendimentos entre Page e Anger, o guitarrista inglês abandonou o projeto e manteve as músicas que havia composto inéditas por décadas, lançando-as apenas em 2012 em um LP vendido somente através de seu site oficial. O que o Anjo Gabriel faz no seu segundo disco é imaginar uma nova trilha para o filme de Kenneth Anger, em um caminho sonoro que não tem nada a ver com o proposto por Page. A ideia para o projeto surgiu em 2010, na mostra Play the Movie, realizada durante o festival No Ar Coquetel Molotov, em Recife, onde as bandas eram convidadas a imaginar uma trilha sonora para determinados filmes. O resultado ficou tão bom que a banda resolveu fazer desta experiência o seu segundo disco. Lucifer Rising é um álbum curto, com duração de pouco mais de 30 minutos. São duas suítes instrumentais, cada uma em um dos lados do vinil. O lado A conta com uma composição de mais de 18 minutos e que apresenta elementos do rock progressivo e jazz fusion mesclados ao hard lisérgico característico do Anjo Gabriel. Já o lado B traz uma faixa com 12 minutos de duração e que mostra o lado mais pesado da banda, tendo a guitarra de Cristiano Ras em primeiro plano. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...