terça-feira, 3 de novembro de 2015

It's not Country, it's not Rock, It's not Jazz... It's GENESIS!!!!


Como todos já sabem, em 1975, Peter Gabriel deixou o Genesis. Após a gravação do épico "The Lamb Lies Down on Broadway", Peter se sentiu esgotado. Após 7 anos, sentia que sua criatividade estava limitada dentro do grupo e, como muitos outros músicos, seguiu para a carreira solo. Após este evento, o Genesis nunca mais foi o mesmo. Embora tenham tentado, os discos seguintes lembravam Genesis em algum momento, mas era outro grupo, até se consolidar com uma imagem mais Pop. Turning On Again, Follow You, Follow Me, Misunderstanding foram hits e eram músicas muito bem elaboradas e tocadas, mas não era o Genesis original. O grupo sem Peter Gabriel ganhou as rádios, se tornou mais famoso, porém os fãs do antigo Genesis assistiram tudo com aquele saudosismo triste... Ainda tinham o Genesis, mas tinha um outro gosto.


Peter Gabriel, também seguiu outro caminho. Seus primeiros álbuns eram altamente experimentais. Musicalmente excelentes, mas mesmo com a voz do Genesis, não era o Genesis. Mas o homem era um furacão de idéias trazendo todas para seus álbuns, e liderou-criou muitos projetos. Gabriel promoveu todos os seus álbuns com turnês, nas quais, cada vez mais percebia-se o emprego de recursos e conceitos originais, coreografias, tecnologia de ponta, e a redução do uso de maquiagens e da flauta que tanto o celebrizaram na época do Genesis. Para uma das turnês, toda sua banda raspou a cabeça. E assim foi até 1982, Peter Gabriel trazendo idéias inovadoras, criando, tendo alguns hits de sucesso, e o Genesis se consolidando como uma banda de Prog-Pop.


Em 1982, contudo, Peter Gabriel estava à beira da falência devido ao seu patrocínio ao festival internacional de artes chamado "World of Music, Arts and Dance" (WOMAD). A situação era tão grave que Peter Gabriel foi jurado de morte por pessoas ligadas aos demais credores do festival. Ao saber desta situação grave, Tony Smith, na época empresário do Genesis, teve a idéia de fazer uma reunião do Genesis antigo. Tudo o grupo aceitou de imediatoe, em outubro de 1982, Peter Gabriel se reuniu ao Genesis para um show exclusivo, chamado Six of the Best, no estádio Milton Keynes, na Inglaterra.  Assim, ele, Tony Banks, Mike Rutherford, Phil Collins, Steve Hackett, Daryl Stuermer e Chester Thompson se apresentaram juntos em 29 de setembro e 2 de outubro daquele ano e conseguiram a renda necessária para Gabriel normalizar sua situação, não ser assassinado, não perder sua gravadora e editora de música (Real World Records) e levar adiante sua carreira. O show foi apresentado por Jonathan King, o produtor do álbum de estreia do conjunto.


E, apesar de todas as tensões da separação, da busca de um novo caminho, e dos estresses deste mundo musical, o Genesis mostrou que não foi só uma das maiores bandas de Rock Progressivo. Estava ali para estender a mão e ajudar Peter Gabriel. E é disto que se trata este post. Dois bootlegs deste maravilhoso show, desta épica reunião. Os fãs, morrendo de saudades do Genesis antigo, de repente recebem a notícia de que Peter Gabriel voltou, em apenas um show... Dá para ouvir no primeiro Bootleg, os gritos e a emoção. Embora o primeiro bootleg não tenha a qualidade do segundo, vale a pena por ouvir uma platéia levada a loucura, e um depoimento de Peter Gabriel emocionado...

Tem que ver estes vídeos antes...







_______________________

E tem mais, existe a possibilidade do Genesis antigo voltar mais uma vez....



Vamos cruzar os dedos!!!!!!!!!!

4 comentários:

  1. Saudades... não só do velho e bom Genesis, como de postar... Alguém sabe me informar se na última faixa do recente disco do David Gilmour, o chiado existe mesmo?

    ResponderExcluir
  2. E aí, Roderick Verden... Quanto tempo! meu, estou ouvindo a música 10 - And Then... e está sem nenhum chiado. Aliás uma música linda! Um grande abraço e obrigado por aparecer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desde semana passada, tenho tentado te agradecer, Javanes, mas tem dado bug.
      O tal chiado, descobri num site, é o som de uma lareira.rs

      Obrigado!
      Abraços

      Excluir
    2. Fala Roderick Verden... Tenho acompanhado suas idas as bibliotecas e sei que não deve ser fácil encontrar um tempo e internet boa para acompanhar os blogs e baixar músicas. Desejo tudo de bom a você, meu chapa. E que você desfrute esta nova fase. E este disco do Gilmour é muito bom!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...