segunda-feira, 18 de junho de 2012

Harmonica and Music





A gaita, harmônica, ou harmônica de boca (também conhecida como realejo em algumas partes do nordeste brasileiro) é um instrumento musical de sopro cujos sons são produzidos por um conjunto de palhetas livres. Esse instrumento possui em sua embocadura um conjunto de furos por onde o instrumentista sopra ou suga o ar. Devido ao seu pequeno tamanho, a gaita não possui caixa de ressonância. O gaitista usa as mãos em concha para amplificar o som do instrumento e também para produzir efeitos, como variações de afinação e intensidade ou vibrato. Quando executada em conjunto com outros instrumentos, é comum que ela seja amplificada eletronicamente. A gaita é bastante usada no blues, rock and roll, jazz e música clássica. Também são muito comuns os conjuntos compostos apenas de gaitas, as chamadas Orquestras de Harmônicas, que normalmente tocam músicas tradicionais ou folclóricas.
A gaita é um dos instrumentos musicais mais antigos, e foi descrita, com diversos nomes, por gregos, romanos e povos germânicos. Feita com pele de cabra, os romanos a identificavam com um odre (espécie de saco feito de pele) e a chamavam utriculus (pequeno odre); Suetonio conta que Nero se ofereceu em certa ocasião para se apresentar como utricularius, isto é, tocador de pequeno odre, como castigo por não ter vencido um torneio de poesia. Os invasores germânicos, que conquistaram a Península Ibérica no século VI da Era Comum, levaram a gaita, que chamavam gaits, palavra que em sua língua significava "cabra". Este nome se manteve em outras línguas como gayda em servo-croata , gainda em húngaro e gaita em português. Em algumas regiões da Espanha prefere-se o termo latino cornamusa, empregado também na França (cornemuse).
A gaita teve sua origem em um antigo instrumento chinês, o sheng, que foi inventado há mais de cinco mil anos e que funciona pelo princípio de palhetas livres. Esta técnica de produção sonora gerou uma grande família de instrumentos acionados por foles ou bombas de ar, como o acordeão e a melódica. Em órgãos é comum que alguns tubos sejam flautados e outros utilizem palhetas livres para produzir sons com timbres diferenciados. Em 1821 um relojoeiro alemão chamado Christian Ludwig Buschmann inventou um instrumento semelhante à gaita atual com 15 palhetas e 10 cm de comprimento, mas esse instrumento foi encarado como um brinquedo e não foi considerado adequado para a execução musical. Em 1857 um outro relojoeiro alemão, Matthias Hohner, fundou uma companhia e começou a fabricar as chamadas harpas de boca ou órgãos de boca com 10 furos. O instrumento passou a vender muito bem na Alemanha, França, Itália e nos Estados Unidos.
Na Europa a gaita se tornou um instrumento muito popular na música folclórica e surgiram bandas e orquestras especializadas neste instrumento. Nos Estados Unidos foi muito utilizada na música country. Com o surgimento do blues no início do século XX, a gaita chegou ao seu auge e daí garantiu a participação em outros gêneros musicais, como o jazz, folk music, rock and roll e até na música clássica.

Existem alguns blogs dedicados a harmonica e dentre eles creio que o harmonica perfumada ( http://harmonicaperfumada.blogspot.com/ ) merece um destaque...

A seguir, apresentamos alguns albuns... Os meus preferidos de Harmonica:











2 comentários:

  1. Japa! Essa foi du c...
    Muito boa. Parabéns. Lolo

    ResponderExcluir
  2. Que Japa! Sou descendente de alemão. Mas valeu a conferida Lolo, e fique na espreita, pois vem mais coisa boa aí. Abs

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...