quinta-feira, 27 de junho de 2013

David Gilmour


David Jon Gilmour, CBE (born 6 March 1946), known as David Gilmour, is an English musician and multi-instrumentalist, who was the guitarist, co-lead vocalist and one of the songwriters of the progressive rock band Pink Floyd. It is estimated that as of 2010, the group have sold over 250 million records worldwide, including 74.5 million units sold in the United States. In addition to his work with Pink Floyd, Gilmour has worked as a producer for a variety of artists, and has enjoyed a successful career as a solo artist. Gilmour has been actively involved with many charities over the course of his career. In 2005, he was appointed CBE for his services to music. He was awarded with the Outstanding Contribution title at the 2008 Q Awards. In 2011, Rolling Stone magazine ranked him number 14 in their list of the greatest guitarists of all time.

Um excelente guitarrista, compositor e cantor, um músico completo que tanto no Pink Floyd, como em carreira solo, gerou fantásticos álbuns. Assisti seus últimos shows em DVD e Gilmour continua fenomenal. Em um de seus shows, os backing vocals eram Crosby & Nash, e do nada, aparece David Bowie para cantar Arnold Layne. Sou fã deste exímio músico e seu legado musical é um patrimônio para a humanidade.







More David Gilmour on Valvulado:

7 comentários:

  1. Estranho paradoxo acerca de David Gilmour, ora cabeludo, descalço, sem camisa, tímido, extremamente talentoso, hábil o suficiente para atender as exigências e excentricidades de Roger Waters. Figura completamente na contramão dos Guitar Heroes dos anos 70.

    De repente, do nada, ele emerge nos anos 80, tal qual o submarino de Waters em Perfect Sense, com uma trupe de músicos e backing vocal, e um complexo de iluminação de fazer inveja a Stevem Spielberg em seu clássico Contatos Imediatos do 30 Grau.

    Uma verdadeira antítese de seu passado underground em uma das bandas mais marcantes dos anos 70 e da história do rock.

    Entre o Gilmour pé rapado, descamisado e o David “Spielberg” Gilmour dos anos 80, eu prefiro Steve Hackett.

    Pois assim como David Gilmour possui um talento acima da média, tocou em uma banda que semelhante ao Floyd fez história nos anos 70 , mas manteve ao longo de sua carreira a simplicidade e humildade que mantinha quando o Genesis subia no palco e de forma discreta, sentado em um banquinho brilhava mais que as luzes do Floyd de Gilmour.

    The Ancient.....”Agora By Night”

    ResponderExcluir
  2. A todos da "Tropa de Elite" do Valvulado, parabéns por mais um presentaço musical......

    David Gilmour em qualquer situação é sempre muito bem vindo....

    Já baixei os dois.....

    Abraços,

    Gustavo

    ResponderExcluir
  3. Ilustres visitantes!!! Gustavo e Carlos! Obrigado pela presença. Carlão, há uma grande falha minha para discutir mais sobre o Steve Hackett, não tenho nenhum álbum e conheço muito pouco de sua carreira solo (sorry). Concordo que a som de Gilmour no Pink Floyd era muito mais alucinante, e como já disseram em algumas discussões no Som Mutante, confabulo com a idéia de que Roger Waters conseguia inspirar Gilmour com suas composições. O mesmo para Rick Wright, que em carreira solo, hummmm... Mas a guitarra deste cara tem um som único e isto admiro demais. Gosto do Gilmour como músico, e seu primeiro disco solo (está no post, no final) é bom demais! Estes comentários sempre despertam o Dead.

    Gustavo, obrigado por sempre comparecer...

    Um grande abraço e viva a boa música.

    ResponderExcluir
  4. Você tá certo Java....O grande mérito de Waters era inspirar e tirar o que Gilmour e Wright o que tinham de melhor...Se você tirar Waters da equação, sobra um Gilmour água com açúcar...
    "
    Compare o álbum solo de David Gilmour" About Face" que foi lançado simultaneamente com "The Pros and Cons of Hitch Hiking" de Roger Waters......., Neste álbum de Waters, Clapton fez as guitarras....Gilmour não fez falta...em compensação em About Face, ele nos deu ema bela prévia do Floyd que ele tinha em mente.

    Steve Hackett é um exímio guitarrista, com a mesma áurea de Gilmour, Howe...Mas a qualidade de seu trabalho solo ( na minha opinião) é muito melhor que os trabalhos de Gilmour...O Marketing da carreira solo de Hackett, foi proporcional à sua humildade...essa é a diferença.

    The Ancient....Agora By Night

    ResponderExcluir
  5. Não concordo,para mim David Gilmour é um grande guitarrista ou talvez o melhor do mundo.Na era Syd Barret,David sempre preocupou mais com a harmonia,arranjos das musicas enquanto que syd Barret e Roer Water investiam nas letras.Dá para notar nos discos do Pink Floyd as diferenças entre a era sid/Roger e David Gilmour após o excelente disco-A Momentary of Lapse Reason- de 1987 e os demais,que na minha opinião todos os discos são classicos verdadeiras obras primas.

    ResponderExcluir
  6. Elson, desculpe-me. Seu comentário estava na lista de Spams. Só hoje pude vê-lo. Obrigado por escrever.

    ResponderExcluir
  7. Eustáquio Caveria Macaco7 de setembro de 2013 11:05

    Por que o "hummmm..." a respeito da carreira solo de Wright?rs

    Eu gostei das incursões do tecladista fora do Pink Floyd. A ressalva que tenho é o fato dele ficar na penumbra, deixar os solos instrumentais para instrumentos como guitarra e saxofone, por exemplo.
    Nos três discos, incluindo o Zee, RW não deu solo de mais de um minuto de duração...
    Mas, apresentou melodias bonitas, com seu estilo bem suave e pessoal.

    O "Wet Dream" é como se fosse um álbum do Pink Floyd, no qual Waters e Gilmour, por algum motivo qualquer não apresentaram composições(rs), deixando a cargo do tecladista. Note que Wright chamou apenas um guitarrista, um baixista e um baterista, que participam de todas as músicas. Mel Collins, no sax e na flauta, participa de 6 das 10 faixas; seria uma espécie de convidado especial.

    O Zee foi um projeto de Wright com Dave Harris. É um disco odiado(o tecladista mesmo não gosta do álbum), mas gosto. Foi um trabalho até original , já que fundiu new wave-no caso tecnopop- com pitadas progressivas.

    O "Broken China", já parece mais um álbum solo. Apesar de RW como sempre deixar os solos mais importantes para as guitarras...

    Quanto ao David Gilmour, além dele ser um ótimo guitarrista(o que mais gosto), canta e compõe muito bem também. Seu primeiro álbum solo, é uma verdadeira obra-prima. O segundo é bom, mas nem tanto... O terceiro, outro disco ótimo. "The Division Bell", "A Momentary Lapse of Reason", discos muito bem feitos, com composições de primeira-albuns solos de Gilmour, usando o nome do Floyd.rs

    Não concordo mesmo com a opinião que Gilmour, sem Waters, é água com açucar. Se olhar sobre este parametro, a música do Pink Floyd, mesmo com Waters, também é água com açucar, e mesmo os Beatles e tantos outros conjuntos.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...