sábado, 22 de fevereiro de 2014

Simple Minds


Simple Minds é uma banda de rock da Escócia, que atingiu sua maior popularidade de meados da década de 1980 até o início da década de 1990. Originários da zona sul de Glasgow, a banda produziu um punhado de álbuns aclamados pela crítica no início de sua carreira, e posteriormente engajando-se numa obra mais inspirada politicamente, que também conseguiu o sucesso de público. Entre os sucessos da banda destacou-se o single "Don't You (Forget About Me)", número um em diversos países, que fez parte da trilha sonora do filme de John Hughes, The Breakfast Club. Entre os membros que fundaram a banda, Jim Kerr (vocais) e Charlie Burchill (guitarra), juntamente com o baterista Mel Gaynor, formam o núcleo da banda, que atualmente conta com Mark Taylor/Andy Gillespie nos teclados e Eddie Duffy no baixo.


Charlie Burchill e Jim Kerr formaram uma banda de punk em 1977. Foram fortemente influenciados por Lou Reed, e após lançarem um single mal-sucedido com o nome de Johnny & the Self Abusers, mudaram a formação de modo a incluir dois antigos membros da banda Abusers, Brian McGee na bateria e Tony Donald no baixo, com o segundo vindo a ser substituído logo em seguida por Derek Forbes. Após recrutarem Mick MacNeil para ficar em cargo dos teclados e sintetizadores, adotaram o nome de Simple Minds ("mentes simples", em inglês), a partir do verso de uma canção de David Bowie, "The Jean Genie": "...so simple-minded, he can't drive his module." O álbum de estréia do Simple Minds, Life in a Day, foi influenciado por outros antecessores do pós-punk, como Magazine, e era derivado, de maneira um tanto consciente, do boom do punk ocorrido no fim da década de 1970, quando surgiram diversas bandas com um potencial de crossover com o chamado album-oriented rock (como The Cars). Neste contexto, Life in a Day representou exatamente o que a gravadora da banda, Arista, desejava promover.


Uma grande banda de Pop Rock, que teve seus altos baixos, mas está na ativa até hoje. Em 2012 os cinco primeiros albums da banda foram relançados em um Box Set intitulado 5 X 5 que além das versões remasterizadas dos discos originais contêm material bónus e raro de cada período. Foi muito bem recebido na critica musical britanica.

Palhinha:





Seguem alguns álbuns:



New Gold Dream é o sexto álbum de estúdio do Simple Minds, lançado em 1982. O álbum representou uma mudança significante para a banda. Com um som mais sofisticado, graças ao produtor Peter Walsh, o grupo logo foi categorizado como parte do subgrupo do new wave conhecido como New Romantic ("Novos Românticos"), juntamente com Duran Duran e outras bandas de sucesso na época. O disco produziu uma série de singles nas paradas de sucesso, entre eles "Promised You a Miracle" e "Glittering Prize", que atingiram o Top 20 do Reino Unido e o Top 10 da Austrália. Além disso, o tecladista de jazz Herbie Hancock executou um solo de sintetizador na faixa "Hunter and the Hunted."



Once Upon A Time é o oitavo álbum do Simple Minds, lançado em 1985. este foi o primeiro álbum que ouvi, na década de 80 e sempre quando ouço este álbum, tenho grandes recordações. Alive and Kicking é minha preferida...




Live in the City of Light is the first (double LP / CD) live album by Scottish rock band Simple Minds. It was released in May 1987 to document their successful worldwide Once Upon a Time tour, and charted at #1 in the UK. The album spawned one chart single release, a live version of 'Promised You A Miracle'. The album was recorded mostly at Le Zénith, Paris in August 1986, with one track recorded in October 1986 in Sydney, Australia. (Although the album wasn't recorded there, the inside of the gatefold sleeve features a photograph of a concert from the 1986 tour which took place in a square in Locarno, Switzerland). It features the band's 1986 touring lineup, which included second vocalist Robin Clark and percussionist Sue Hadjopoulos. On the recording of "Someone Somewhere in Summertime", Lisa Germano (at the time, a John Mellencamp band member) contributed studio-overdubbed violin on "Someone Somewhere in Summertime" and former Simple Minds member Derek Forbes contributed (uncredited) bass guitar overdubs.

3 comentários:

  1. Ai, ai, ai, o Valvulado Som vai ser papai!
    Post do Simple Minds? Vai pro trono ou não vai?
    Afirmativo!
    Mentes simples, som eficiente.
    Prometer um milagre é fazer o Duran Duran ser uma boa banda.
    Melhor viver e chutar o som do Duran Duran e escutar o Simple Minds.
    Troféu abacaxi pro Duran Duran.
    Simple Minds é um dos grandes baluartes da década de 80.
    Vcs querem bacalhau? Ou preferem nabo?
    Alô, alô, Desaparecido, pq andas tão sumido?
    Fora Duran Duran!

    Aquele abraço, Valvulado Som.

    ResponderExcluir
  2. VS,

    Este álbum, "Live in the City of Lights" de 1987, talvez seja o melhor de todos os álbuns dos anos 80, pois da primeira a última faixa, é impossível pular uma sequer..... só tem clássicos da banda........

    Excelente!!!!

    Um abraços meu velho,

    Gustavo

    ResponderExcluir
  3. Fala Gus... Entre um Prog, um Rockão, 'as vezes rolava um Pop, e Simple Minds era sempre bom. traz muitas lembranças boas de 1985, 1986...

    Chacrinha, eu também ouvia um Duran Duran, Power Station, e cuidado, que vai rolar um por aqui em breve...

    Obrigado pelas visitas e um grande abraço

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...