terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

The Doors


The Doors foi uma banda de rock psicodélico norte-americana formada em 1965 em Los Angeles, na Califórnia. O grupo era composto por Jim Morrison (voz), Ray Manzarek (teclados), Robby Krieger (guitarra) e John Densmore (bateria). A banda recebeu influências de diferentes estilos musicais, como o blues e jazz. Canções como "Break on Through (To the Other Side)", "Light My Fire", "People Are Strange" ou "Riders on the Storm", aliadas à personalidade e escândalos grandiosos protagonizados por Jim Morrison, contribuíram de sobremaneira para o aumento da fama do grupo. Após a dissolução da banda no início da década de 1970, e especialmente desde a morte de Morrison em 1971, o interesse nas músicas dos Doors se manteve elevado, ultrapassando mesmo, por vezes, o que o grupo teve enquanto esteve ativo. Em todo o mundo, os seus discos já venderam mais de 80 milhões de cópias e de seus DVD's 5 milhões, e continuam a vender cerca de 2 milhões anualmente.


Morrison morreu em circunstâncias misteriosas a 3 de Julho de 1971. O seu corpo foi encontrado na banheira do seu apartamento. Foi concluído que morreu de ataque cardíaco, embora tenha sido revelado mais tarde que não foi realizada qualquer autópsia antes de o corpo de Morrison ter sido enterrado no Cemitério de Père Lachaise a 7 de Julho. Ainda existem rumores persistentes de que Morrison simulou a sua morte para escapar à fama ou que morreu num clube noturno e o seu corpo foi então levado secretamente para o seu apartamento. Contudo, no seu livro Wonderland Avenue, Danny Sugerman, antigo manager de Morrison, afirma que, durante o seu último encontro com Courson, que ocorreu pouco tempo antes de ela morrer de overdose de heroína, esta confessou ter feito Morrison entrar na droga e, por causa dele ter medo de agulhas, foi ela que lhe injetou a dose que o matou...  Ray Manzarek faleceu no dia 20 de maio de 2013 na Clínica Romed em Rosenheim, Alemanha, após uma longa batalha contra o câncer do ducto biliar.
A wikipedia traz uma excelente biografia da banda e de seus integrantes: http://pt.wikipedia.org/wiki/The_Doors



Em homenagem a esta grande banda, vamos ao som:



THE DOORS - Singles Box [14CD Box Set] (2013)


14 CD set containing all 14 Doors singles as they were released in Japan.  Each CD comes individually packaged with original Japanese artwork, and is fashioned to mimic the original 7" Japanese vinyl packaging. This singles box set is the CD reproduction of all vinyl singles released by The Doors between 1967 and 1972.  As four of  [the] 18 US singles were never released in Japan, the singles box includes 14 singles.  Strictly speaking, this is the first time 17 of the 28 tracks are released [in] CD format. Since all the original singles were released by Nippon Victor (now Victor Entertainment Inc), the faithful reproduction of them has certain limitations, but we have managed to use the Elektra Blue Guitar-Man labels that were used exclusively in Japan.

Tracks:
01. Light My Fire / Crystal Ship
02. People Are Strange / Unhappy Girl
03. Love Me Two Times / Moonlight Drive
04. Unknown Soldier / We Could Be So Good Together
05. Hello, I Love You / Love Street
06. Touch Me / Wild Child
07. Tell All The People / Easy Ride
08. Runnin' Blue / Do It
09. You Make Me Real / Roadhouse Blues
10. Love Her Madly / You Need Meat
11. Riders on the Storm / The Changeling
12. Tightrope Ride / Variety is the Spice of Life
13. Get Up and Dance / Treetrunk
14. The Mosquito / It Slipped My Mind





Álbum ao vivo da banda The Doors. O título do álbum é tirado da letra de When The Music's Over. As gravações são de vários concertos durante o período de 1968-1970, entre elas incluem Gloria, um hit da banda, e uma versão estendida da música mais conhecida do The Doors, Light My Fire. John Sebastian do The Lovin' Spoonful se juntou a banda para a harmonica de Little Red Rooster (Willie Dixon).





L.A. Woman é o sexto álbum de estúdio da banda The Doors, lançado em 1971, foi o último disco gravado com a formação original da banda, antes de Jim Morrison morrer. Este álbum é mais voltado ao blues. Marca a, infelizmente, a morte de Jim Morrison, que morreria no dia 3 de julho do mesmo, em Paris, durante suas férias com a namorada, Pamela Courson. Na capa do álbum, é possível ver um outro Jim, diferente dos tempos do álbum The Doors, que agora não se importava mais com o título de "sex simbol", deixando a barba crescer e engordando.




4 comentários:

  1. Beleza Valvulados. O Butts e the Doors... Bom demais. obrigado

    ResponderExcluir
  2. Ai, ai, ai, o Gringo vai ser papai!
    Post do The Doors? Vai pro trono ou não vai?
    Afirmativo!
    Pena que o Jim Morrison se cansou da vida de super star e simulou sua morte, pois o The Doors tinha muito ainda que mostrar.
    E apesar da competência de seus músicos, Jim Morrison era a figura principal da banda.
    Uma banda que nem fez escola, insubstituível, já que ninguém chegou a fazer um som similar.
    A comparação com Echo and Bunnymen é improcedente. Troféu abacaxi para o Echo and Bunnymen.
    O vocalista Ian MacCulloch seria no máximo um Jim Morrison piorado, um coelhinho viadinho.
    Triste as portas terem fechado para os The Doors.
    Ainda assim, deixaram um legado de belas canções.
    Alô alô Breu, o Jim Morrison não morreu.
    Vcs querem bacalhau? Ou preferem linguiça?
    Fora Echo and Bunnymen!

    Aquele abraço, Gringo!

    ResponderExcluir
  3. Cadê os donos do boteco? Já não basta ter sido rejeitado pelo Sabbath, e agora até por vcs, Valvulados?
    Quero um trago.
    zzzzzzzzzzzzzzzzzzzz

    Bill Ward, o únicoooooooooooo, verdadeirrrrrroooooooo bater do sabba zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...