terça-feira, 25 de março de 2014

Queen


Queen é uma banda britânica de hard rock formada em Londres em 1971, originalmente composta pelo vocalista Freddie Mercury, o guitarrista Brian May, o baixista John Deacon e o baterista Roger Taylor, formação essa que permaneceu inalterada até a morte de Mercury em 1991 e a posterior aposentadoria de Deacon em 1997, porém, ocasionalmente, May e Taylor se reúnem a outros músicos para dar prosseguimento ao grupo.


Originalmente, o Queen lançava canções mais pesadas e obscuras, mas com o passar dos anos o grupo incorporou uma série de elementos e estilos ao seu som, tornando-se uma banda de sonoridade bastante diversificada. Formado a partir do trio Smile, a banda só consegui lançar seu disco de estreia em 1973, e alcançou proeminência no Reino Unido no ano seguinte com os discos Queen II e Sheer Heart Attack, porém foi com o álbum A Night at the Opera, de 1975, que o grupo atingiu o estrelato mundial, devido principalmente ao sucesso da canção "Bohemian Rhapsody", uma de suas obras mais reconhecidas. O disco de 1977, News of the World, trouxe os dois maiores sucessos do grupo, "We Will Rock You" e "We Are the Champions", dois dos maiores hinos da história da música.


Nos anos 80, a banda demonstrou uma grande mudança de seu estilo, lançado canções ambientas no pop rock, e apesar de ter gerado desapontamento com o disco Hot Space, a banda criou grandes sucessos do gênero, como "Radio Ga Ga", "I Want to Break Free" e "A Kind of Magic, sendo nessa década, recordista em venda de ingressos para apresentações na europa. Nos anos 90, o grupo lançou o último disco com Mercury ainda vivo, Innuendo, de 1991, pois no mesmo ano o cantor faleceu devido a complicações da AIDS, com os membros restantes tendo lançado um disco póstumo, Made in Heaven, em 1995. Desde a aposentadoria de Deacon, May e Taylor continuam criando diversas parcerias para seguir com o grupo, com destaque para o projeto Queen+Paul Rodgers, de 2005, e as recentes apresentações com Adam Lambert, a partir de 2010.


Considerada uma das bandas mais importantes da história do rock and roll, o Queen já vendeu mais de trezentos milhões de discos ao redor do mundo, tendo lançado dezoito álbuns (incluindo coletâneas), dezoito singles e dez DVDs que chegaram ao topo das paradas mundiais.1 O grupo foi introduzido no Rock and Roll Hall of Fame em 2001 e ganhou uma estrela na Calçada da Fama de Hollywood em 2005.

Uma super banda, que segue até hoje, mesmo após a morte de Freddie Mercury. Seguem meus álbuns favoritos:

Around September 1971, Brian May met up with an old friend, Terry Yeadon, who was involved in the setting up of a new recording studio in Wembley called De Lane Lea The studios needed musicians to try out the new equipment they had installed - and preferably a band who could play loud ! The deal was that the musicians would record using the equipment, and potential studio users would be on hand to hear and watch them. In return for their services the band could record their demos for free. It was an opportunity not to be missed and, of course Queen jumped at it. Not only would they be able to make the all important demo tapes, but they would have ample occasion to meet producers and engineers, people who could be vital to their future. The rest is history.........

TRACKS:
1 Keep Yourself Alive
2 The Night Comes Down
3 Great King Rat
4 Jesus
5 Liar


Queen é o álbum oficial de estreia. Foi lançado em julho de 1973 contendo "Keep Yourself Alive" e "Liar", os primeiros singles da banda. Foi gravado no Trident Studios e De Lane Lea Music Centre, em Londres, com produção de Roy Thomas Baker (como Roy Baker), John Anthony e o próprio Queen. O álbum foi influenciado pelo Rock progressivo, hard rock e Heavy metal e abrange temas como folclore ("My Fairy King") e religião ("Jesus"). O vocalista Freddie Mercury compôs cinco das dez faixas, o guitarrista Brian May compôs quatro, incluindo "Doing All Right", que foi co-escrito pelo band-mate da banda Smile, Tim Staffell, e o baterista Roger Meddows-Taylor compôs e cantou "Modern Times Rock'n'Roll". A última música do álbum é uma pequena versão instrumental de "Seven Seas of Rhye". A banda incluiu a frase "sem sintetizadores!" no encarte do álbum, uma ideia de May, já que muitos ouvintes iriam confundir os seus elaborados multi-canais e efeitos processados pela guitarra e os vocais com sintetizadores.

Tracks:
01. Keep Yourself Alive (Brian May)
02. Doing All Right (May/Tim Staffell)
03. Great King Rat (Freddie Mercury)
04. My Fairy King (Mercury)
05. Liar (Mercury)
06. The Night Comes Down (May)
07. Modern Times Rock 'N' Roll (Roger Taylor)
08. Son And Daughter (May)
09. Jesus (Mercury )
10. Seven Seas Of Rhye (Instrumental) (Mercury)



News of the World é o sexto álbum de estúdio da banda Queen, trazendo entre suas faixas pelo menos dois grandes clássicos, que ao longo dos anos tornariam-se verdadeiros hinos: "We Will Rock You" e "We Are The Champions".

Tracks:
01. We Will Rock You
02. We Are The Champions
03. Sheer Heart Attack
04. All Dead, All Dead
05. Spread Your Wings
06. Fight From The Inside
07. Get Down, Make Love
08. Sleeping On The Sidewalk
09. Who Needs You
10. It's Late
11. My Melancholy Blues
12. We Will Rock You (1991 remix by Rick Rubin)






“Live Killers” (1979), do Queen, foi registrado ao longo da tour européia do álbum “Jazz”, mais notadamente na França. As críticas por parte da mídia especializada desta vez se direcionavam à performance morna da banda em muitas canções, fato contestado pelos fiéis seguidores da banda (dentre os quais, este que vos escreve). Outro ponto foram algumas discussões internas e o perfeccionismo da banda, que acabaram por gerar alguns “overdubs” (sempre eles), probleminhas de mixagem em uma ou outra faixa, e a exclusão de alguns temas até então obrigatórios em todos os shows da banda, como a grande “Somebody To Love”, que só foi ter sua primeira versão ao vivo oficial em disco quando do lançamento do CD “Queen On Fire”, gravado em Milton Keynes em 1982. O álbum foi, contudo, responsável pela versão que todos conhecemos de “Love Of My Life”, que se tornou clássico instantâneo nos shows, especialmente no Brasil. E tem ainda “Bohemian Rhapsody”, “Don’t Stop Me Now”, “Brighton Rock” (incluído aí o solo do grande Brian May), a dobradinha “We Will Rock You”/“We Are The Champions”... Apenas anos mais tarde, após o falecimento de Freddie Mercury, com o lançamento póstumo de “Live At Wembley ‘86”, a banda conseguiu unanimidade entre fãs e crítica...

E para finalizar, um show com Paul Rodgers, tentando substituir Freddie Mercury:

Queen + Paul Rodgers (sometimes referred to as Q+PR or QPR) were a supergroup collaboration between Brian May and Roger Taylor of Queen and Paul Rodgers (formerly of Bad Company, Free, The Firm and The Law). Guitarist May had previously performed with Rodgers on several occasions, including a performance at the Royal Albert Hall. It was made clear that Rodgers would not be replacing Queen's former lead singer, Freddie Mercury, who died on 24 November 1991. He would simply be "featured with" former Queen members. Former Queen bass guitarist John Deacon declined to participate in the collaboration due to his retirement in 1997. The group's three principal members May, Taylor and Rodgers were supplemented on tour by Queen's former touring keyboard player Spike Edney, rhythm guitarist Jamie Moses, and bass guitarist Danny Miranda who had previously worked with Blue Öyster Cult. Throughout their career the band completed two world tours, issued the first studio album for Queen in nearly 15 years entitled The Cosmos Rocks, and released two live DVDs and a live album. Rodgers announced in May 2009 that the 'Queen + Paul Rodgers' collaboration had come to an end, saying "it was never meant to be a permanent arrangement". He did, however, leave open the possibility for future collaborations.

Band:
Brian May - lead guitars, vocals
Paul Rodgers - lead vocals, rhythm guitar, piano, harmonica
Roger Taylor - drums, percussions, vocals
Touring musicians
Spike Edney - keyboards, backing vocals
Jamie Moses - rhythm guitars, backing vocals
Danny Miranda - bass, backing vocals
Neil Murray - Bass Guitar* (only for two shows)

2 comentários:

  1. O inesquecível Queen... um dos maiores nomes da vasta enciclopédia do rock!
    O que houve com o comentário do Chacrinha?

    ResponderExcluir
  2. E aí, Luciano. Eu apaguei o comment... A culpa é minha. Sorry Chacrinha... Achei um pouco pesado em relação ao Fred Mercury. O gringo já me deu uma dura!
    Abs e sorry

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...